semana cansativa

dei a minha primeira aula. não correu mal, acho.

desenho mais quando não vou à escola.

passeio por blogs alheios. cito um em particular, brasileiro como quase todos: “[rtfm:] Leia a porra do manual. Faça seu dever de casa. Preste mais atenção. Escute as pessoas. Olhe para os dois lados antes de atravessar. Escove os dentes após as refeições. Não mande arquivos atachados. Olhai os lírios do campo. Não pise na enxurrada. Beba Coca-Cola. Na dúvida, não ultrapasse. Viva e deixe morrer. Não seja orgulhoso. Vá à Igreja. Insira o disco 2. Não separe o sujeito do predicado com vírgula. Respeite os mais velhos. Mulheres e crianças primeiro. Tire o miolo do pão antes de comer. Não corra com tesouras na mão. Deixe sua gripe na farmácia e troque por Coristina. Espada Justiceira, dê-me a visão além do alcance. Não brinque com sua comida. Vá ao teatro. Salve de cinco em cinco minutos. Tomai e comei, pois este é meu corpo.”

pelo meio fiz anos (26) e recebi um email do anti: “… E tante volte ne ho discusso con i miei amici. Le immagini del tuo sito, disegni, foto, collages…sono cosi’ carichi di un qualcosa che non riesco a definire…qualcosa di incontaminato e di puro, qualcosa che mi riempie delle emozioni piu’ disparate… allegria, tristezza, sorpresa… Davvero bello. Ecco cio’ che io definisco arte: cio’ che una persona riesce a comunicare attraverso qualsiasi espressione che non sia usuale, che non attraversi le solite vie della comunicazione. Uno stato d’animo attraverso un’immagine, attraverso una foto, attarverso una composizione di colori. “the untold tale of a sad girl” e’ bellissima… Ci daro’ un’occhiata piu’ e piu’ volte! …”.

Comments are closed.