resmungos

ontem à tarde o céu ficou escuro e custava respirar. como uma vez num eclipse de sol, tive pensamentos apocalípticos. fiquei egoisticamente descansada quando soube que vinham de longe. a notícia de abertura do telejornal foi a núvem de cinzas sobre a capital. não o incêndio que lhes deu origem.

*

às vezes o computador provoca-me uma espécie de asco apesar de já nem saber viver sem ele. quero escrever à lúcia e à isabel quando estou lá dentro a fazer qualquer coisa, apetece-me blogar não sei o quê e depois chego aqui e blherrque. não escrevo nada nem a ninguém. apetece-me ver as fotografias novas da minha mãe e as da mariana e depois nicles. é uma espécie de embirração que me dá de repente.

todas as cabeças têm alguns parafusos soltos.

*

os meus posts no mães são sempre um bocado pessimistas: resmungos sobre corantes, conservantes e tubos de escape.

Comments are closed.