o infantário

Desde que ela nasceu, aliás, desde que engravidei que cada decisão passou a ter uma importância nova. Mas sinto que esta é a primeira grande escolha.


Temos de decidir o mais rápido possível e as hipóteses são 3, todas com prós e contras que prefiro pôr por escrito para quando olhar para trás:

Hipótese 1: Adiar um ano a entrada no infantário.

Prós: Tê-la comigo mais um ano e a certeza do que se passa com ela a cada segundo. Poupar o dinheiro do infantário.

Contras: Privá-la de um contacto regular com bebés/crianças da mesma idade (até agora convive às vezes com bebés “amigos” e mais ou menos regularmente com os que frequentam o mesmo parque infantil). Adiar o meu investimento em projectos novos e o aprofundamento dos projectos correntes. Continuar sem poder partilhar com o F. muitas das tarefas que passaram a ser só dele desde que somos pais. Adiar o meu regresso à condição de mulher-que-não-só-mãe (que inclui, por exemplo, as actividades ler no café e fazer ginástica).

Hipótese 2: Infantário “normal”

Prós: É (tanto quanto sei e pude ver em várias visitas surpresa) um bom infantário. O espaço é muito bonito e limpo, o pátio é grande e arejado. As educadoras parecem gostar genuinamente do que fazem e as auxiliares têm um ar normalíssimo (para o bem e para o mal). É a 5 minutos de casa. A “normalidade” nos seus aspectos positivos.

Contras: O ranho por limpar nos narizes dos meninos no pátio. A qualidade da comida (no estilo frango com esparguete). O pão com tulicreme ao lanche. A “normalidade” nos seus aspectos negativos.

Hipótese 3: Infantário “especial”

Prós: As pessoas envolvidas. A filosofia (waldorf) por detrás do projecto. A escala (muito menos meninos com muito mais atenção para cada um). A relação das educadoras com as crianças (do tom de voz ao respeito no que se diz e como se diz). Não há auxiliares. Não andam com sapatos dentro de casa. Vão todos os dias ao Jardim Botânico. A qualidade da comida (vegetariana biológica e apetitosa só pelo cheiro). A qualidade de cada um dos objectos e brinquedos. A depuração nas cores e nas formas. É a pouco mais de cinco minutos de casa. O ser um sítio especial, no que isso tem de bom.

Contras: O preço. A ausência de um espaço ao ar livre dentro da escola. O receio face a todo e qualquer fundamentalismo. O ser um sítio especial, no que isso afasta da realidade.

7 comments » Write a comment