senhor automobilista

Não se espante se, da próxima vez que bloquear uma das ruas do meu bairro ao estacionar a sua viatura, encontrar no regresso uma valente amolgadela ou outro dano da minha autoria (não quero saber se é morador, se só ia demorar cinco minutos ou se estava a carregar ou a descarregar alguma coisa). Para passar entre um carro e uma parede (ou um sinal de trânsito ou seja o que for) uma cadeirinha de bebé (para não falar de uma cadeira de rodas) precisa de mais espaço que o vulgar peão. Estou farta de contornar quarteirões inteiros.

Reclamações, é favor endereçá-las à CML.

3 comments » Write a comment

  1. Tens um blog que é uma doçura, mas o que mais me faz aqui vir, para além das tuas lindas bonecas, é a maravilha de te sentir mãe, assim como és. Parabéns, e beijinhos às duas

  2. Já vi que motoristas folgados que não respeitam pedestres são uma praga mundial…