oryctolagus cuniculus

A pesquisa de imagens do Google é uma ferramenta inestimável. Hoje usei-a para procurar coelhos por causa do que estou a fazer agora (um coelho-tá). Um dos links mais inesperados mas úteis com que deparei foi esta galeria de focinhos. Para referência futura, deixo aqui links para alguns dos coelhos que encontrei: o eternamente mais lindo de todos (que é uma lebre), de Dürer, Benjamin Bunny passeando pela mão de Beatrix Potter, o incontornável de Tenniel (abaixo as versões da Disney!), lindo coelho-fantoche na mão do criador de Jabba the Hutt, desenhos de crianças japonesas (o coelho é bom mas o elefante e o macaco são os meus preferidos).

Mas a descoberta do dia foi mesmo uma bonequeira japonesa que ainda não conhecia. O site chama-se Hippie Coco Diner, tem coelhos como eu gostava de vir a saber fazer e muitos outros bichos lindíssimos.

7 comments » Write a comment

  1. rosa, porque não dás uns cursos? adoraria aprender a “coser” (juro :)))! Tenho algumas 3 máquinas de costura à minha espera e nem um ponto sei dar! pensa com carinho n proposta tá?

  2. As coisas que tu descobres! Fascinante!

    Imagino-te como uma formiguinha que não pára quieta, sempre a fazer alguma coisa…

    A ideia dos cursos é gira! Se desses um curso aqui em Braga, inscrevia-me logo.

  3. Não era preciso ser um curso só de costura, eu gostava de um curso parecido com o teu blog, que incentivasse a criatividade e a aventura pelos trabalhos manuais, um curso de imaginar e fazer coisas, de vencer a perguiça…

  4. Lembro-me algures neste blog de um dia perguntares-te a ti mesma qualquer coisa do género: como seriam os meus bonecos se eu não lidasse diariamente com crianças?

    Os teus bonecos são muito atractivos, muito infantis, ou, como agora está na moda os estrangeirismos, muito babyfriendly :-). Gosto muito mais dos teus bonecos que dos coelhos que referes no teu blog (Bem , eles são giros, mas a pessoa que os fez certamente que não lida com crianças todos os dias…)

    bjs J

  5. Não penso que a questão seja um curso de costura. É mais um curso sobre um outro olhar sobre a vida e sobre as coisas que nos rodeiam… e isso não me parece que se aprenda num curso…

    bjs e mais uma vez parabéns

  6. É engraçado fazeres essa associação de ideias. Na verdade, aquilo que eu me perguntava era como seriam os meus bonecos se eu não tivesse passado tantos anos na escola. De que maneira é que os anos e anos que passei a estudar e de que maneira é que a minha formação em História Medieval se reflecte (porque nalguma coisa se reflecte de certeza…) na maneira como penso e faço os bonecos.

    Mas é um facto que lido com crianças todos os dias – a minha, pelo menos :)