vida de mãe

pegadas

Uma boa parte da parte difícil de ser mãe reside na constante sensação de culpa que acompanha o cargo. Culpa por ter trazido a minha filha para este mundo sem saber se vou saber ensiná-la a viver com ele, culpa por cada pequena (minúscula) opção que se faz (nas coisas mais ínfimas) sem ter a certeza de ser a opção melhor, culpa por pedir aos meus pais que ficassem com ela toda a tarde de hoje para eu ficar a dormir (a dormir!) na tentativa de recuperar das muitas horas a menos de sono dos últimos meses, culpas reais e culpas ridículas (da marca da papa à escolha do infantário), responsabilidade, responsabilidade, responsabilidade. Acompanho a saga da Heather do outro lado do mar e releio a carta que me escreveu uma amiga agora grávida (tantas amigas grávidas, de repente!). Creio que nada na vida é ao mesmo tempo tão desejado e tão pesado como a maternidade. Só ela tem o poder de nos manter em constante vigília, mortas de cansaço, e a adorar cada segundo.

9 comments » Write a comment

  1. Ai, Rosa,

    você não pode imaginar como eu te entendo!

    Ah, se entendo!

    sinto o mesmo, inclusive o sono.

    beijo,

    Glau

  2. só as mães sofrem e gostam…..(?)

    Também sou sócia do clube.

    ah! entretanto voltei das férias e continuarei voyeuse do teu blog.

    bj.

    (parabéns pela tua E., está linda e de cara feliz)

  3. Era só para dizer que ainda não pertenço a esse clube (estou a caminho de…) mas acho que já começo a perceber o que sentes… mostraram-me uma carta mt bonita, do escritor José Agualusa à filha, no dia em que ela nasceu, se puderes, dá um saltinho ao blog e lê…

    http://www.ignatz.alojamentos7.com/todasascores/

    (está no dia 28 de Agosto)

    Já agora, gosto muito deste teu blog e acho q fazes coisas lindas! (além da tua filha, claro ;o)

    Beijinhos,

    Lia

  4. Essa é que é essa

    Está aqui aquilo que já tentei explicar tantas vezes sobre esta vida que levo agora….

  5. yo me siento igual.

    me encantó el consejo que me dió la comadrona el día que salía de la clínica con Jan. me dijo, “recibirás muchos consejos, tú sólo haz caso de los que te parezcan bien. sigue tu instinto”. de momento es lo que hago, y estoy bastante satisfecha! ;)

  6. 3 semanas sem visitar a ervilha e quando regresso está cheia de novidades maravilhosas, como sempre.

    trabalhas-te muito nestas últimas semanas, mas a qualidade não ficou para trás. Não só as tuas bonecas são lindas, como os tecidos escolhidos são fantásticos.

  7. sometimes I google translate your site ( it does a bad job! it called lynda your “son”!! ) but I am glad i did today! The guilt is one thing i think about when I imagine having a baby…

    i feel guilty if the cats look sad!

    I bet you are doing such a great job being a mum. Lynda looks very happy and healthy. (and so cute!)

    t

  8. Post sobre mim

    Pedem para falar sobre mim. É justo, afinal anuncio este blog como diário de mãe e tem sido mais o diário da filha. No entanto, pensando bem, o diário da filha É o diário da mãe, neste caso. E vice-versa….