mais um post sobre reciclagem

separar o lixo

(nascido de um outro post)

As campanhas publicitárias com o objectivo de incentivar a população a fazer a separação do lixo partem, a meu ver, de um pressuposto falso: todos os anúncios insistem em como é fácil separar do lixo normal os vidros, papeis e embalagens. Só que a verdade é que, mesmo acreditando que um chimpanzé consegue distinguir uma embalagem de detergente de um jornal, a maioria das pessoas que se preocupa hesita quando tem de escolher em qual dos ecopontos deve colocar um tetrapack.


Há alguns meses, quando escrevi outro post sobre este assunto, o site da Sociedade Ponto Verde tinha disponíveis para consulta os resultados de um jogo on-line (que ainda lá está) que testava os conhecimentos dos visitantes sobre os diversos tipos de lixo e os respectivos contentores/ecopontos adequados: eram desastrosos. Ora se as pessoas que se interessam pelo assunto ao ponto de consultarem o site têm aqueles resultados, o resto da população só pode saber menos ainda que o chimpanzé do anúncio. Conclusao: não é fácil separar o lixo. Mais do que dizer às pessoas que façam a separação, é preciso dar-lhes informação (inteligível de preferência) sobre como fazer a separação.

A outra dificuldade, claro, reside nos aspectos mais práticos. Arranjar espaço para mais dois ou três caixotes do lixo (ou comprar um novo) e tempo para ir várias vezes por semana ao ecoponto mais próximo (rezando pelo caminho para que não esteja cheio e fedorento).

O site da Sociedade Ponto Verde merece uma visita prolongada. Tem imensa informação e uma página com imagens de embalagens, do processo de reciclagem e com logotipos prontos a usar e a imprimir.

…e os envelopes com janela? Tem de se tirar o plástico/papel vegetal ou podem ir inteiros para o papelão?

13 comments » Write a comment