mais

cobertores

Mais dois cobertores ou mudadores para a feira e mais uma ideia, no dia em que a E. começa a cozinhar comida de faz de conta para dar às bonecas:

La Frimousse, la poupée qui sauve un enfant é um projecto da UNICEF em França. Consiste em pedir às pessoas que produzam uma boneca em pano (pode ser muito simples) e a doem para que seja adoptada por uma nova família. Cada boneca será posta à venda por €20 e os fundos recolhidos serão usados nas campanhas de vacinação promovidos pela UNICEf em 158 países.

Read more →

companhia dos tapetes

arraiolos

Um dia destes a Maria José Diniz vai ter um site para que seja mais fácil ver o que sai do seu lindíssimo atelier: tapetes de Arraiolos desenhados por ela, tanto com motivos reproduzidos ou adaptados dos tapetes mais antigos como com padrões actuais. Não têm nada a ver com a maior parte dos que se vêem por aí (que pena não poder trazer comigo este que ela tem na mão).

A Companhia dos Tapetes está aberta ao público na Av. Álvares Cabral, 38 – 1250-018 Lisboa e mora lá um gatinho preto que a E. adora.

quente

chita e fleece

Da minha mais recente excursão em busca de materiais trouxe chita verdadeira. Já dei uso a parte dela (por causa da feira tenho outra vez a cabeça a fervilhar com ideias).

Disseram-me hoje que na revista do Expresso do último sábado veio uma peça sobre a moda do tricot. Aposto que quem a escreveu não sabia dos nossos encontros.

La Frimousse, la poupée qui sauve un enfant: se estivesse em França participava já neste projecto.

felt square project

Ana Ventura, a young Portuguese artist, told me about this project organised by Vanda Vilela. I know Christmas is coming, everyone’s busy and suddenly there are lots of nice projects to take part in but I hope some of the crafty girls will join this one too:

An ongoing project open to everyone.

To participate send an envelope with a 15 x 15 cm coloured felt square (you may personalize your contribution, add/apply any elements) + your name, email and complete postal address.

All the squares received will be used to create game-like objects. In the end of the project the objects will be exhibited and each participant will receive a catalogue.

Join in and tell your friends in other countries to do the same!

Note:

– the felt squares will not be returned

– the catalogue will include texts, images and a complete list of participants and their contacts.

Send your square to:

Vanda Vilela

Largo Quinta da Terrugem, 2 – 3.º D

2780-743 Paço de Arcos

Portugal

Deadline: 31/12/2004

Kleintje: how happy can a doll be? Thank you Karin!

formiguinha

sapatos peludos

Com este tempo até tirar fotografias é difícil.

Continuo a produzir coisas novas para a feira. Uns sapatos quentinhos (os primeiros já arranjaram dona) e mais crachás (se pudesse passar hoje o dia com uma pilha de revistas antigas e a minha nova maquineta não ficava nada aborrecida).

crachá

crachás

Qual é a miúda dos anos 80 que não adora crachás?

Um boneco muito bem instalado no Brasil.

Muito, muito obrigada por todos os comentários de parabens!

[substituí a fotografia por esta de que gosto mais, da E. com um crachá da Toupeirinha (claro) – assim pode levá-la para toda a parte]

nódoas

babete

Nunca gostei de babetes. São feios, pirosos e nunca combinam com a roupa. Quando a E. era pequenina tinha de os usar porque passava todo o tempo que não estava a mamar ou a dormir a bolsar-se. Agora usa às vezes, outras vezes usa um pano da louça à volta do pescoço e outras vezes sai com a t-shirt pintalgada de sopa e iogurte, o que não é coisa que me preocupe assim muito. Hoje fiz um babete (e também faço 29 anos). Já vem com algumas nódoas incluídas.

Read more →

zakka

sapatinhos

É verdade que a E. pouco ou nada usou a maior parte dos sapatos de bebé que lhe ofereceram. O primeiro Verão, em que ainda nem gatinhava, passou-o quase sempre descalça (o que me valeu muitos olhares e alguns ai coitadinha de velhotas desconhecidas). Depois veio o Inverno e as primeiras botas e desde que anda não tem mesmo outro remédio senão sair à rua calçada. Hoje não resisti a pôr em prática um modelo do livro que a Mitiko me ofereceu. Dele resultaram estes sapatinhos tão macios que tenho pena de não os ter tido quando a E. cabia neles (provavelmente vão parar à Baby Feira Mix).

Page 1 of 41234