gorro da ervilha cor de rosa

gorro da ervilha cor de rosa

Depois de experimentar tricotar um gorro muito simples a partir de um modelo resolvi fazer este, baseado no mesmo mas mais ao meu gosto. As orelhas ficaram enroladas por acidente mas até lhe dão um ar divertido. Serve a crianças e a adultos pouco cabeçudos. Fica a receita, para quem mais quiser experimentar:

Materiais:

1 novelo de lã Noro Kureyon #126 (usei a que me sobrou de fazer esta camisola) ou qualquer outra lã para trabalhar com agulhas tamanho 5.

Agulhas circulares de 40 cm tamanho 5 (5mm).

Conjunto de cinco agulhas tamanho 5 (5mm).

Agulha de crochet.


Execução:

Primeira orelha:

Montar 12 malhas.

Primeira carreira: tricotar meia.

Segunda, quarta, sexta e oitava carreiras: tricotar liga.

Terceira, quinta e sétima carreiras: tricotar a primeira malha como meia, acrescentar uma malha e tricotar como meia até faltar uma malha para o fim da carreira. Acrescentar uma malha e tricotar a última malha como meia.

Tricotar as 18 malhas em meia (carreira do direito como meia e carreira do avesso como liga) até a altura total ser 6cm. Terminar com uma carreira de liga e deixar as malhas numa agulha.

gorro da ervilha cor de rosa

Segunda orelha:

Montar 12 malhas nas agulhas circulares e repetir todos os passos da primeira orelha.

Tricotar uma carreira de meia a seguir à última carreira de liga e montar 24 malhas.

Tricotar as malhas da primeira orelha como meia (a seguir às malhas acabadas de acrescentar) e acrescentar mais 24 malhas.

A partir deste ponto trabalha-se sempre em volta.

Tricotar 6 voltas em meia e a partir daí em liga. Quando o gorro tiver 13cm de altura, introduzir uma marca na agulha entre cada 12 malhas.

Diminuições (mudar para as cinco agulhas quando necessário):

Primeira volta (e todas as voltas ímpares): trabalhar juntas as duas últimas malhas antes de cada marca.

Segunda volta (e todas as voltas pares): trabalhar normalmente.

Quando só houver uma malha entre cada marca, passar a lã por dentro das malhas, puxar o fio e rematar.

Com uma agulha de crochet, debruar todo o rebordo do gorro.

gorro da ervilha cor de rosa

©Rosa Pomar, 2004. Direitos reservados.

10 comments » Write a comment

  1. Há muitos anos, quando tinha menos de 20 (já “ultrapassei” o meio século) fiz umas coisas parecidas.

    Minha linda menina, hoje fez-me sentir jovem outra vez – pelas cores, pelo ponto de meia e o aspecto “caseiro” do seu tricô.

    Foi bom passar por aqui :)

  2. É um lindo gorro e fica mt bem à Elvira e aposto que também ficará bem a qualquer pessoa que o use…

    beijinhos e abraços

  3. Ai, ai, ai…mais uma coisinha que vou querer aprender! E estás tramada porque eu ainda não estou na fase de me safar sózinha com as instruções…meaning: vai sobrar para os encontros de tricôt!! ;o)

    Um beijinho,

    Inês&ervilha (14 semanas)

  4. Oi, gostei muito do seu blog. Mas fiquei sem saber o que é tricotar em “liga”, aqui no Brasil falamos tricotar em ponto meia (com o fio por trás) e em ponto tricô (com o fio pela frente).

    bjk

    Ana Paula

  5. será possivel porem no site a explicação da execução de uma boina tipo espanhola?Agradecia. Segui as instruções de execução do gorro e fiquei com um belo exemplar.0brigada

  6. Gorro da ervilha

    Em vésperas de me estrear nas artes do tricot, mostro o gorro que a minha mãe fez igual ao da Rosa, com a devida vénia. Ficou um bocado grande, tem outra cor, não foi feito com agulhas circulares de…

  7. Ana Paula, pelo que entendi, o tricotar em “meia” seria o nosso “barra 1/1”, e “liga” é ponto tricô (note que a receita usa agulha circular, portanto basta tricotar todas as carreiras ou em meia ou tricô).

    Com o crescente intercâmbio ultramarinho também nas artes das agulhas, daqui a pouco vamos precisar de um dicionário português/brasileiro de artes manuais… :D

    Beijucas, Rosa!

  8. Pingback: um simples gorro | A Ervilha Cor de Rosa