a minha loja

Às vezes penso que gostava de vir a ter uma loja. O ideal era ser muito rica e não ter de me preocupar com vender de facto as coisas que lá houvesse. Há uma loja no Porto, muito velhinha, de que gosto muito (espero que nunca feche): tem um enorme balcão de madeira e um pé direito altíssimo, mais um corredor muito comprido por onde se pode ir até uma segunda sala, cheia de pó e nos dias que correm muito escura. É uma loja de tecidos. A minha loja também teria tecidos: chitas de Alcobaça, tecidos africanos e outros. E lãs, claro: lãs de Mértola e de outros sítios, de Portugal, de Inglaterra, do Japão, etc. Também teria de ter lápis de cor e tintas e carimbos e papeis e biscoitos como os da Ribeiro

Enfim, para já fico-me pela minha loja de brincar.

14 comments » Write a comment

  1. mas sabes que eu já me tinha lembrado de te dizer isso..de teres mesmo uma loja, como se fosse uma réplica do teu local de trabalho :)

  2. Adoro os biscoitos da confeitaria Ribeiro! Acrescento também os croissants da confeitaria Doce Mar, na Foz, e os éclairs da Leitaria da Quinta do Paço…

  3. A shop that could be like a old fashioned candy store. Where you could play all day, looking at beautiful colors and shapes, and make things while you work. :) Ach, your cyberstore is to everyone’s imagination. I love the hats.

  4. Estás à espera de quê?!…Acho uma belissima ideia :)

    Fico à espera do convite para a inauguração.

    Beijo grande

  5. soa maravilhoso! reconheço essa loja do porto que descreves e seria perfeito estares lá tu com as tuas coisas todas! e se fosse exactamente no porto, então… :)

  6. Pois é, era tão bom. Eu seria uma cliente assídua, daquelas que às vezes passa só para ver as coisas bonitas e outras compra muito. Eu também sonho com uma loja. Queria ter uma livraria/editora onde cheirasse bem a café e bolinhos acabados de fazer. Onde se encontrassem livros bonitos e coisas que combinem com eles. Onde se pudesse não só passar, mas estar. Onde houvesse leituras e serões e claro, onde se encontrassem coisas diferentes, daquelas feitas à mão por quem as sente. Quem sabe…

  7. ola Rosa.

    Ainda os crachas…

    Vi nos arquivos, que tens uma maquina de fazer…crachas.

    Como é que posso, encomendar crachas? A impressão? Posso?

    Desde que vi o State and Main, partilho o sonho da AnaM, a livraria com café e bolinhos…

    Bom inverno!

  8. Mas tu és muito rica!

    Bjs

    Jorge

    (decidi-me finalmente pelo flog, vamos lá a ver se sou perseverante… ou constante, como o cão do Saramago)

  9. É tão bom regressar atrás, estes projectos que se mantêm. Passado estes anos, com os mesmos desejos ou quase. Força Rosa! Porque este dia não tarda! E cá vamos estar espreitando pela montra, a vida que lhe vais dar.

  10. Se é a loja que penso, há 6 meses ainda continuava aberta… com tudo velho, cheio de pó e com as paredes a cair… Se alguém pudesse pegar-lhe e reabilitá-la tal como tem acontecido, felizmente, com alguns espaços naquela zona. :)

Leave a Reply

Required fields are marked *.