gaba puba

gaba puba

Julgo que a E. só percebeu que a festa era dela quando cantámos os parabéns. Já há muito tempo que não tínhamos tanta gente em casa e acho que correu muito bem, sem grandes disputas entre os toddlers pelos brinquedos e com duas recém-nascidas que dormiram como anjos apesar da confusão. No meio de todas as prendas fantásticas, que incluíram um candeeiro Dodo da Hilda, uma saia-maravilha da Dina, um vestido feito pela Patrícia, um guarda-chuva, uma lanterna e muitas outras coisas, o atraso do meu boneco-touperinha passou perfeitamente despercebido, felizmente. E a E. ainda teve direito a uma fotografia especial tirada pela Johanna.

Outro boneco feliz – obrigada, Vírgula.

8 comments » Write a comment

  1. Parabéns para a Elvira!

    Adiantei-me no presente, mas como é hábito na minha pessoa, passei a semana a lembrar-me para não me esquecer que era no Sábado, e claro, chegou a Sábado e eu esqueci-me!

  2. Muitos parabéns atrasados para a Elvira!!! :o)

    Espero que tenha sido um dia cheio de alegria!

    beijinhos,

    Inês

  3. muitos parabéns à E. e para a mãe que tb lá estava,,,beijinhos atrasados.

  4. a E. (ervilhinha em crescimento) merece tudo de bom…enviando pombo correio com os parabés…

    enviando…

    voando…

    (chegaram?)

    parabéns para a E. e para a R. (a mãe está sempre de parabéns)

  5. Muitos parabéns à inspiradora filha e inspirada mãe.

  6. Rosa, vc conhece essa música tão linda para cantar para a Elvira? ;)

    Valsa para uma menininha

    Menininha do meu coração

    Eu só quero você a três palmos do chão.

    Menininha não cresça mais não,

    Fique pequenininha na minha canção.

    Senhorinha levada, batendo palminha,

    Fingindo assustada do bicho-papão.

    Menininha, que graça é você,

    Uma coisinha assim, começando a viver.

    Fique assim, meu amor, sem crescer,

    Porque o mundo é ruim, é ruim, e você

    Vai sofrer de repente uma desilusão

    Porque a vida somente é seu bicho-papão.

    Fique assim, fique assim, sempre assim

    E se lembre de mim pelas coisas que eu dei.

    E também não se esqueça de mim

    Quando você souber, enfim,

    De tudo que eu amei.

    (Toquinho – Vinícius de Moraes)

    beijos