a quatro mãos

Olja

Dois meses depois e não a teria conhecido – foi uma sorte daquelas que só acontecem muito de vez em quando. O nosso encontro deu rebentos e flores e frutos (estou ansiosa por mostrar alguns deles) e agora a minha nova amiga vai continuar a sua vida mais a norte e leva agarrado a ela o meu recém-encontrado segundo par de mãos. E eu vou ter saudades.

1 comment » Write a comment

  1. Sorte ou porque inevitavelmente tinha que ser assim.

    Encontrarem-se onde quer que fosse.

    Sandra Pereira