chita

saco de chita

Ontem fiz este saco com uma das minhas chitas predilectas. Achei melhor ter a certeza de que conseguia antes de cortar o tecido da Hillary. Ficou leve e resistente – óptimo para levar as encomendas ao correio ou as lãs para os encontros de tricot.

Também andei a explorar os sites das marcas nacionais de tintas para paredes. O único que merece uma visita é o da Cin. Preenchi o formulário para pedir um catálogo e já ando a mastigar os nomes pomposos das cores.

12 comments » Write a comment

  1. Sim, a Cin tem cores lindas :-)

    Eu comprei para a uma parede do meu quarto o “vermelho sensual”, é lindo!!

  2. que lindo saco Rosa, paarabéns!

    eu não sei + k cozer botões mas ando cheia de vontade de fazer um saquinho para mim, para poder encher de tralha no Verão.

    o teu é giríssimo. com o tecido fantástico da hilary, tenho a certeza q vais fazer maravilhas!

    bjs

    rute

  3. O saco está lindo!!

    Quanto às tintas também ando a escolher para a casa nova, optei pelas CIN e pelas cores mais quentes, eu amo cores e cada divisão tem a sua cor e personalidade.

    Beijinhos

  4. Ando mesmo entusiasmada com o vejo por estes “sítios”…como se pode participar na Feira dos Sonhos no Jardim do Príncipe Real?

    xxxs

    Z

  5. oh my … E could be a model. look at that little coy face. what a darling.

    LOVE the bag as well. are you selling bags now?

    xox, mav

  6. A tua filha é um doce!!!

    A cin é uma boa marca de tinta pq é lavável e o tom das cores mantém-se mais tempo, mas tb é das mais caras do mercado! Os catálogos na parte de trás trazem toda a informação que precisas sobre o rendimento de cada tinta.

    Dica:

    O vermelho é energético,agressivo e irritante (tem que ser usado com cuidado!);

    o rosa é apaixonado,com o verde é refrescante e leva a natureza para dentro de casa;

    o azul é calmante e cria a sensação de espaço nas versões mais claras;

    o lilas/malva é romantico e feminino;

    o laranja pode ser usado em áreas onde não se quer sentar e relaxar;

    o amarelo estimula o intelecto,a mente e a criatividade.

    Bom trabalho!

  7. Olá Rosa

    Conselho de quem já pintou muitas paredes coloridas: existem catálogos (só nas lojas) com milhões de tonalidades, todas as nuances que imaginas e mais algumas à mistura. Estas tintas são preparadas na hora. Nada substituiu uma prova de tinta directamente na parede em questão. Compras 2 tons que gostas + 1 para tirar as teimas, em latas pequenas (menos de 1 litro) e pintas meio metro quadrado de cada uma na parede (identificar as manchas, se não, não te lembras). Deixas secar e “amadurecer” uns dias. Depois escolhes. O resto das tintas, das outras latas, pode ser misturada com a tinta escolhida para a primeira demão (desde que os tons sejam parecidos). A cor “tira-teimas” tem resultado muito bem. Geralmente é sempre a escolhida. É que ver em catálogos não tem nada a ver com as paredes, luz natural, de lâmpadas, ambientes, etc. e não esquecer que muito claro pode ficar demasiado “florescente”, muito escuro é definitivamente mais escuro nas paredes. Vou pintar o meu corredor de 2 tons e já tenho as 3 provas em casa para o tom mais escuro. Boa sorte :). BD

  8. Não esquecer o restante material:

    1. Fita de pintor (drogarias ou lojas da especialidade): fita cola especial que parece de papel, ligeiramente elástica. Serve para delimitar as zonas a pintar e proteger as ombreiras das portas, as tomadas, etc. Retira a fita com cuidado antes da tinta estar totalmente seca 2. Jornal ou plástico: para forrar tudo o que não se quer pintar. Incrível como o facto de não se ter trabalho antes é duramente lembrado depois de se esfregar um chão inteiro com esfregão verde :). Para não falar das maçanetas e verniz das portas. Boas opções são também as luvas de borracha e uma touca de banho ou chapéu para proteger o cabelo das pinturas 3. balde de agua e pano velho. Se a tinta for à base de água (a maioria é), qualquer asneira com esta pode ser rapidamente limpa com um pano molhado, seja tinta na cara, roupa, chão ou corrigir uma pincelada fora do sitio 4. pincel/trincha, rolo e tabuleiro: podem aconselhar-te na loja das tintas quais os rolos indicados para o tipo de trabalho e tinta. Se a tinta for à base de água, uma boa lavagem de todo o material assim que acabares o serviço permite mante-lo em bom estado para novas aventuras. Esfrega, esfrega que a tinta sai toda. Se a tinta for à base de esmalte, tens de usar diluente para limpar o material. Estas tintas têm o aspecto de acabamento de esmalte-brilhante. No entanto (dica do meu pai), existem hoje em dia tintas que fazem o mesmo aspecto nas paredes sem ser necessário utilizar diluente. Estas tintas são à base de água e chamam-se Acrílicas.

    5. boa disposição e um dia com as janelas abertas para secar a tinta.

    Acho que já tens muita informação. Não sou expert mas já dei muita pincelada. Se tiveres mais duvidas, avisa. Inclusive como preparar as paredes para levar tinta !!! É que eu posso não misturar lá muito bem as cores nas lãs, mas nas paredes… é uma delícia! BD

  9. A E. está numa pose de bailarina sevilhana!

    Tão linda!

    O saco está lindo e parece ser prático (e parece-me também, que dá para dobrar e meter na mochila ;)).

    Reparei que há aqui nos comments, um manancial de informações (dicas) para pinturas para interiores.

    Vou “aproveitar-me” delas e seguir algumas.

    Sandra

Leave a Reply

Required fields are marked *.