obras em casa, dia um

Entrámos oficialmente em obras, apesar de eu ainda estar a recuperar do fim-de-semana e só o F. ter feito já algumas coisas. Temos o corredor atulhado de estantes novas por montar, a sala intransitável com um armário velho desmontado e muitos dias de trabalho árduo pela frente. A E. ouviu falar em pinturas (já temos decisões quanto a algumas cores) e ficou entusiasmadíssima: vai ser complicado mantê-la longe das tintas. Fiquei tão cansada com a feira que só me apetece olhar para as chitas novas que o Walter e a Irene me trouxeram e pensar em mais sacos, mas também estou ansiosa por ter finalmente maneira de manter os meus (quilómetros de) tecidos organizados.

Conheci hoje uma pessoa com quem duas horas de conversa passaram a voar (e que gosta tanto como eu dos papéis de parede do William Morris). Quando for um bocadinho mais crescida vou ter este tapete desenhado por ele.

Em flagrante: dona de um dos pares de olhos mais bonitos que conheço, a Lénia cruzou-se hoje ao almoço com um dos meus sacos e enviou-me a prova (fiquei tão contente). De quem será o ombro?

5 comments » Write a comment