shangri la

saco de chita

Os sacos de chita continuam e ainda tenho vários padrões para experimentar. Os primeiros que enviei já devem estar a chegar às suas novas moradas, e quem sabe se um destes dias me cruzo com um na rua.

Via Maia: outros sacos de usar e não deitar fora.

A poucos meses de a E. ir para o infantário, ando mais do que nunca atenta aos grupos de meninos que vejo na rua a caminho do jardim. Anteontem ouvi a seguinte pérola, saída da boca de uma mulher que, com outras duas, acompanhava um grupo de crianças de três e quatro anos: fazes nas calças, levas, ouviste? (de mão levantada e ar ameaçador). Mal recuperei o sangue-frio fiz questão de perguntar de que instituição vinham, para ficar a saber. É mais fácil perceber onde não pôr os nossos filhos, apesar de tudo.

12 comments » Write a comment

  1. Há uns tempos ouvi uma pérola, de uma avó dirigida ao neto, que me deixou os pêlos dos braços eriçados: “olha que se continuas a tirar macacos do nariz vais para o inferno!”

  2. Sendo professora ás vezes faço o seguinte exercício: que escolinha escolhia para pôr um filho meu ??? …

    Obrigada pelo site das etiquetas.

    Espero pelas próximas feirinhas para ter um saco de chita!

    ;)

    Zé Pratas

  3. Adoro este saco, chita mais linda.

    Quando oiço ou me contam “perolas” dessas vinda dum educador, eu que sou alérgica à violência sinto os pulsos fecharem.

    Sandra

  4. Rosa, já chegou sim, lindo de morrer! Bem mais bonito do que na fotografia! Já recebeu muitos elogios! :-)

  5. infelizmente até na familia tenho de lutar com pérolas dessas. Ainda estou a ouvir o olha o policia ou o cão. É por estas e outras que não existe respeito e os cães são temidos por crianças sem culpa alguma.

  6. Há pouco tempo, em mais uma procura ansiosa de quem acompanhe adequadamente o meu filho durante as horas em que trabalho, visitei um jardim de infância+ensino primário que me deixou bastante bem impressionada (salvo as condições físcas do sítio). Infelizmente fica longe de minha casa, longe dos meus percursos diários e numa rua de estacionamento incalculavelmente difícil. Chama-se ‘A árvore’ ou ‘Cooperativa a árvore’,numa ruazinha perpendicular à Calçada do Combro perto da discoteca ‘Incógnito’. Quem sabe…

  7. que boa surpresa! nos meus tempos de teenager fiz uma saia, um laço para o cabelo e forrei um dossier com este tecido que usei até mais não…

    ultimamente, os teus sacos de chita têm-me feito perguntar se este shangri la ainda se vende. e pelos vistos, sim!

  8. Infelizmente, tb se ouve perolas parecidas vindas da boca dos próprios pais.

    Sinceramente, parece que as pessoas nem para os filhos têem paciência, se assim o é, porque os têem? Porque é giro?

  9. escandaloso! aqui saiu este ano uma lei que proibe os pais de bater nos filhos e sem grandes celeumas toda a gente aceitou. as vezes penso que vivo noutro planeta…

  10. Sinceramente acho que tens uma visão muito negativa dos infantários. Acho que vou ter as mesmas dúvidas que tens, mas acima de tudo sei que nós ( pais) não conseguimos substituir profissionais qualificados. Tens que ter mais confiança nas instituições e ter consciência que a interligação escola – família é essencial para um desenvolvimento equilibrado da criança.

  11. Gostaria de saber o preço das bolsas de chita e como faço para comprá-las. Grata desde já pela atenção.

  12. Ola Rosa!Lembras-te de te ter pedido o sítio onde comprar a chita para a festa da minha prima! Agora andava aqui na loja e ela comprou esse tecido! Teem duas saias lindas com isso! Um beijinho e mais uma vez muito obrigada!