#301

301

Apesar de ter comprado dois pares de meias de propósito para o efeito, não fiz nenhum sock monkey a tempo de entrar no Month of Softies de Julho. Através do Google percebi que já falei em fazer um em pelo menos 4 posts (1, 2, 3 e 4). Já é tempo de deitar mãos à obra e, entretanto, deparei-me com mais alguns livros e links:

Moldes: Red Wing Sock Bird Puppet e Socktopus.

Livros: Stupid Sock Creatures, Sock Monkeys: 200 out of 1,863, Tony Millionaire’s Sock Monkey e os de Ann Jacobs Mooney (as capas estão aqui).

PS: ISBN4579110617: mais animais feitos com meias (e luvas).

feira do verão

na feira do verão

Missão cumprida. O dia esteve óptimo (nem frio nem calor a mais), o cantinho novo em que ficámos revelou-se muito aconchegado e, como o Filipe esteve comigo todo o dia, cheguei a casa muito menos cansada do que das outras vezes e pude conversar e passear o dobro do costume.

Read more →

cores do mundo

boneca moçambicana

A E. teve esta boneca de presente mas eu é que tenho andado a brincar com ela sem me cansar de a admirar. Foi feita em Moçambique mesmo diante dos olhos da Carla e, apesar de parecer muito simples, dá-me uma sensação de movimento e de vida totalmente fora do vulgar. Tem um braço a segurar uma trouxinha que leva à cabeça e outro a amparar um bebé atado às costas. É deliciosa. Gosto imenso de bonecas de pano africanas (já tínhamos algumas) e de bonecas tradicionais em geral. Depois das da minha mãe, são sem dúvida as que mais me inspiram.

Read more →

#298

298

A feira do Príncipe Real volta a realizar-se este fim-de-semana, e eu vou estar lá no Sábado (dia 30). Acabei agora de fazer a lista de participantes e de avisar os amigos e conhecidos. De 29 a 31 vai também haver mais uma Feira Laica, desta vez em Palmela e no âmbito do FIAR, mas como não tenho o dom da ubiquidade nem energia inesgotável fico-me só por Lisboa.

Links:

Jeu de Mailles: através da Chuculeta con Ratón cheguei a um site francês com livros e materiais para uma série de crafts. Dos livros, gostei sobretudo destes: Animaux en récup, Animaux en point croix e Doudous et pelouches.

A Treasury of Needlecraft for the New Baby (1976): mais um livro para a minha colecção virtual.

o infantário (continuação)

vintage ribbon

[Em resposta aos comentários] A E., pelo menos para já, vai para uma escola normal que fica a poucos minutos de casa e de onde não quis vir embora de todas as vezes que fomos lá habituar-nos ao espaço, às pessoas e à ideia. O prédio desta escola é grande, cheio de luz e bem-cheiroso e a educadora-mor inspirou-me confiança desde o primeiro encontro. Tem um pátio ao ar livre à escala e o dia-a-dia dos meninos dos três anos para cima parece ser bastante recheado de actividades diferentes. Sobre o que fazem os mais pequeninos (com quem a E. ficará nos primeiros tempos) não me sinto tão optimista. Ando à luta com as minhas ideias feitas acerca das educadoras de infância (o que vi até hoje não me tem animado muito) e sobre os repertórios musicais e visuais dos infantários em geral.

Read more →

Page 1 of 512345