#330

330

Ao terceiro dia chorou, ao fim da manhã, e com os soluços acabou por vomitar o almoço. Saltou-me para o colo quando cheguei. Recompos-se depressa (eu mais ou menos) e já confirmou que quer ir outra vez amanhã. Dois passos em frente, um à rectaguarda.

Na loja as coisas avançam graças às ideias da Hilda e graças ao Miguel e ao Filipe que as estão a pôr em prática. Hoje de manhã, na loja ainda vazia, a primeira entrevista.

…e outra pega bem acompanhada.

7 comments » Write a comment

  1. oh another blue doll … she is very sweet! i guess i’ll wait on another addition since my two blues here are just getting to know one another.

    :)

    i can’t wait to post a pic of these two some time. they keep me company every day — miss jean & blue. so sweet. best of friends!

    xox, mav

  2. Então o que se passou com a E.? Os miúdos por vezes tem ataques de choro pelas coisas mais inimagináveis… espero que ela esteja bem e tu mais sossegada.

  3. A minha M. (32 meses) foi para a escola a primeira vez, dia 1 deste Setembro. Os três primeiros dias, adorou. Ao quarto dia fez um berreiro à porta da escola e pediu para eu a levar embora. Estive quase a desistir. Mas tive que ser forte e durante a semana que passou, todos os dias chorou, cada dia menos um bocadinho. Ontem e hoje já não chorou. Mas o coração fica apertadinho…

    Felicidades para o novo projecto

  4. Primeiros dias na escola cortam o coração da gente, não é?

    Muito sucesso na loja nova!

    Te mandei um e.mail com uma proposta, para o “rosapomar@mac.com”. Você recebeu? Se não chegou, me avise que mando novamente.

    Um beijo para vocês!

  5. Rosa,

    me hace mucha gracia que coincidamos de esta manera. Hoy mi post también habla de que los niños dan dos pasos adelante y uno atrás.

    http://sincontrol.blogspot.com/2005_09_01_sincontrol_archive.html#112661371308661350

    por otro lado, con Jan y la guardería fue lo mismo. los primeros días iba encantado, hasta que se dió cuenta de que aquello iba a ser CADA DÍA. ahora sólo llora si yo estoy en casa, cuando le lleva la chica (porque yo estoy en el trabajo), no pasa absolutamente nada.