#513

513

Feito com tecido vindo de Singapura, lembra-me chá de frutos silvestres.

#502 e #492 nas suas novas casas e a #509 que não chegou a aparecer aqui mas de quem a E. se despediu com muitas lágrimas, o que não foi nada agradável.

De uma agulha só, extraordinários amigurumi feitos pela Elisabeth Doherty.

(…e não tinha visto que a Pal também tem uma cama de princesa da ervilha!)

De saída para a consulta de rotina dos 3 anos da E, ainda me sinto como quem vai fazer um exame da escola.

10 comments » Write a comment

  1. Eu também teria chorado! É lindo de morrer, tal como este Singapurense (não sei se é assim que se diz, mas se não é, passa a ser).

    Realmente delicioso amigurumi (que palavra difícil e divertida).

    a.m.

  2. :D

    mas a nossa história é sobre uma menina que esconde a ervilha debaixo do colchão e por isso dorme mal.

    a mãe vai-lhe colocando outros colchões, em cada noite, mas ela não consegue deixar de se sentir mal.

    mais pela mentira – a ervilha era um segredo – do que pelo desconforto.

    bjs

  3. Rosa, a minha chegou!!!! Nem sei como te explicar o tamanho da alegria. Andei com ela para todo lado, pensando onde as fotos podem ficar divertidas. Assim que eu tiver imagens, te aviso. Muito obrigada pela boneca e pela gentileza no trato.

  4. ah, quanto talento!

    509 charmosa!,como todos, também posso entender as lagrimas, da pequena!

    adorei também o bonequito logo abaixo…!

    bjo!bjo!

Leave a Reply

Required fields are marked *.