páscoa

soltar o passarinho

Tantos e tão bons comentários depois, estamos de regresso do Porto onde como no ano passado e em todos os antes dele soltámos passarinhos, procurámos os ovos de chocolate e abrimos prendas ao almoço como se fosse Natal (ainda estou para saber de onde vem esta tradição familiar). Entre o deslumbramento da novíssima geração e o desnorte dos que de tão velhos se tornaram crianças fomos dezanove à mesa. Mesmo com os apertos no coração gosto sempre deste tempo cíclico, como o da E. quando me diz que quando ela for muito grande e eu for muito pequenina é ela quem me vai trazer na barriga. Parece-me bem, não a desminto.

7 comments » Write a comment

  1. Oh Rosa, antes de mais muitos parabéns! Eu ainda estou a ganhar coragem para o segundo :-)

    Ainda bem que a páscoa foi fantástica!Ab nossa também foi gira. A minha G. encontrou um ovo de chocolate enorme no jardim da avó, conseguiu abri-lo e, como pensou que era uma bola, colocou-o no chão, deu um chuto e gritou golo.

    Foi simbólico. Adeus chocolate, até para o ano :-)

  2. Ola Rosa,

    em nossa casa, no domingo de Pascoa, sempre foi tradicao oferecermos livros uns aos outros; tambem nao sei como nem onde comecou esta tradicao…

    Felicidades.

  3. Eu digo sempre que a melhor poesia nasce nas crianças :)

    Ouvir uma coisa dessas deve ser mesmo muito especial.

    Jinhos*

Comentar