33 semanas

33 semanas

…bem maior do que às 30. Na ecografia da semana passada ficámos a saber que está mesmo de cabeça para cima, e que é comprida mas magrinha, o que quer dizer descanso e mais descanso para mim mas não me descansa nada. Uns mais do que desejados dias de férias esta semana, longe das sete colinas e de preferência passados quase integralmente dentro de água hão de ajudar, espera-se.

Natural pain relief in labour: gostei especialmente do A-Z of natural pain relief.

23 comments » Write a comment

  1. Continuas uma grávida muito elegante. Bom descanso, porque não é fácil estar grávida com tanto calor que tem feito.

  2. Olá Rosa!

    Grande barriga! :)

    Cá recebemos as suas belíssimas obras com alegria.

    Fizmos uma pequena reportagem para o Tolice.

    Obrigada, beijos e felicidades!

    Lia.

  3. natural pain relief? eu ouvi dizer, a gente que fincou as unhas em braços de outra gente que drogas drogas drogas é que é bom! De qualquer tipo! Que mamã elegante que estás, Rosa!

  4. aqui nao ha epidurais e o orgulho nacional e as criancas nascerem em casa (livra so de pensar!).

    os meus dois partos foram sem epidural e o primeiro a ferros. sem dramas nem traumas, acho que o meu limiar de dor e muito alto e em ambas as situacoes mantive-me calma gracas a tudo o que aprendi e li antes em cursos e livros.

    o que me ajudou foi mesmo a respiracao, conseguir identicar o tipo de contraccoes que estava a ter, as massagens do sjoerd e o apertar a mao na hora do parto.

    acho que doeu mas ja me esqueci e so se outra vez la estiver… ‘ah…. entao e assim!’

    que tudo corra bem, e que o bebe logo logo de a volta!

    jinhos

  5. Olá mamã + bebé elegantes

    Eu fiz parto normal sem epidural, sem nada, só com respiração (só faltou ser em casa para ser mesmo “à antiga”).

    Avaliação de perita: não recomendo (mas sobrevivi).

    *

    MJ

  6. não te preocupes por ser leve :)

    mas descansa muito, passa as 35 semanas, depois disso os bébés já sabem mamar e é uma preocuação a menos.

    o meu nasceu MUITO magro e pequeno (muito aparentado de “rato”) e continua magro … mas é lindo e nsaceu sem saber mamr ainda.

    aproveita para ser muito feliz agora, digo-te é um tempo Santo mesmo.

  7. Rosa, estás cada vez mais bonita! A tua barriguinha está linda! Espero que corra tudo bem! Desejo que aproveites bem estes dias de férias! Beijinhos* Suzanne

  8. Para mim, ficar embaixo do chuveiro foi o melhor alívio natural que poderia ter durante o trabalho de parto.

    Como algumas que comentaram por aqui, eu também optei por não utilizar anestesia. Apesar da dor, não senti necessidade de usá-la.

    Essa é uma opção muito pessoal, mas tenho certeza que informadas e conscientes, nós mulheres somos muito mais fortes do que pensamos.

    Um beijo na barriga. :o*

  9. Para mim, ficar embaixo do chuveiro foi o melhor alívio natural que poderia ter durante o trabalho de parto.

    Como algumas que comentaram por aqui, eu também optei por não utilizar anestesia. Apesar da dor, não senti necessidade de usá-la.

    Essa é uma opção muito pessoal, mas tenho certeza que informadas e conscientes, nós mulheres somos muito mais fortes do que pensamos.

    Um beijo na barriga linda. :o*

  10. Para mim, ficar embaixo do chuveiro foi o melhor alívio natural que poderia ter durante o trabalho de parto.

    Como algumas que comentaram por aqui, eu também optei por não utilizar anestesia. Apesar da dor, não senti necessidade de usá-la.

    Essa é uma opção muito pessoal, mas tenho certeza que informadas e conscientes, nós mulheres somos muito mais fortes do que pensamos.

    Um beijo na barriga linda. :o*

  11. Que linda estás (comentário nada original!!!).

    Por curiosidade estive a ler a parte do A-Z e passados dois meses “viva a epidural”. Primeiro porque nos nossos hospitais estatais pôr em prática todas aquelas dicas era um verdadeiro milagre (quase tão grande como o nascimento em si). E se conseguires ter um parto sem dor, parabéns antecipados… E parabéns também a todas as mamãs que o conseguiram fazer… Por mim no próximo, continuo “viva a epidural, a petidina ou uma marretada na cabeça” que mesmo informada as dores continuavam lá! Não se morre mas também não se fez mal a ninguém para provar que somos fortes (isso já todas sabemos!!!)

    Três beijinhos enormes :)

Leave a Reply

Required fields are marked *.