a mexer

a mexer

Se no início pensei que muito galão do capuchinho vermelho fosse ficar a ganhar pó cá em casa, agora já estou a fazer contas aos metros que quero guardar para mim, antes que voem todos. À lista de destinos já se juntaram Noruega, Finlândia, Canadá e Austrália. Tem sido usado de muitas maneiras e da cabeça aos pés, passando pelo peito e pela cintura. Possibilidades não faltam.

10 comments » Write a comment

Leave a Reply

Required fields are marked *.


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.