cuidado com as imitações

parli

Esta t-shirt não tem nada a ver comigo. E no entanto diz-me respeito, aliás é uma enorme falta de respeito. Foi produzida em várias cores e não sei ainda em que quantidade por uma empresa portuguesa com pelo menos dez lojas pelo país fora. Esteve e está ainda em várias montras. Confundiu pessoas que a compraram pensando que era da minha autoria. Não é. Prometo que quando fizer t-shirts elas serão muito, muito mais bonitas. Soube da sua existência através de leitoras atentas que repararam, fotografaram e me escreveram. Obrigada a todas elas.

A empresa está em vias de ser responsabilizada pelos seus actos (descritíveis em linguagem técnica como contrafacção e usurpação).

In case you’re wondering, I didn’t design this t-shirt. It’s an obvious rip-off of my dolls, produced and sold by a portuguese textile company, and has mislead some of my dear readers into buying it!


rosapomar.comrosapomar.com

84 comments » Write a comment

  1. É triste ler um post como este mas a verdade é que vezes e vezes sem conta isto acontece. Infelizmente.

    Será que essas pessoas não pensam que em vez de falsificar e roubar os outros poderiam usar o tempo que dispendem nesse acto a tentar arranjar a sua própria ideia original?

    Enfim… esta é a minha opinião. Vale o que vale.

    Beijinhos **

  2. Muito mau, de facto… Vai em frente com o processo! Seria lamentável desgastarem a imagem das tuas bonecas através de um plágio destes, ainda por cima porque parece ser uma produção em larga escala que rapidamente se espalhará pelo país.

    Já agora, aproveito para fazer outra denúncia; se calhar, até já tens conhecimento deste caso pelo sítio concorrido em que as vendas decorrem. Vi em Barcelona, em plena Rambla, uma rapariga a vender imitações descaradas das tuas bonecas e dos cavalos da Hilda Portela. Fiquei indignada…

  3. Siento muchísimo semejante falta de respeto. Buahhhh!!!! Pero no tengas ningún miedo: es imposible pensar que son tuyas!!!!! No hace falta que lo digas, tus trabajos son siempre mucho más cuidados y bonitos! Enhorabuena por tu trabajo.

  4. Ohlala! pas chouette du tout. C’est attristant et révoltant à la fois. Quelle déception.

    En plus, tes poupées sont recopiées de manière vraiment grossière. Elles ont l’air toutes molles. Ils sont même pas beau au final leurs t-shirts, na!

    J’espère que tu profites bien de tes congés malgré tout. Bon repos!

  5. Fiz uma referência no meu blog a este post.

    Espero que não se importe e se puder dê uma espreitadela. =)

    Beijinhos ***

  6. Por acaso ja tinha visto esta tshirt numa mãe de um colega do duarte na creche.

    Achei estranho ser tua, reconheci a imagem mas há ali qualquer coisa que falta…

    Já estive para comentar mas como nao tinha fotos …

    Espero que tudo se resolva

    beijinhos

    carina

  7. Rosa,

    Não tens o teu logotipo registado,

    ou seja patenteado,

    eu aconselho-te a fazê-lo,

    eu fiz das minhas bonecas,

    e do seu logotipo,

    a entidade que o faz é o GAPI

    posso passar-te os dados caso não os encontres no google.

    beijinhos,

    ana

  8. Rosa,

    Espero que consigas fazer alguma coisa e responsabilizar os autores de tamanha monstruosidade!

    Espero que neste país de justiça lenta, não fique tudo como está…

  9. E deve irritar ainda mais porque além de imitarem, nem isso o sabem fazer como deve ser. Era bom saber quem desenhou e quem autorizou e deu avanço à produção para a comercialização nas lojas.

    Deve dar um trabalhão entrar com processo, mas é a única maneira que conseguir travar gente assim.

    Cria a marca Rosa Pomar (até soa bem!) pode não servir para nada, mas dá mais credibilidade ao trabalho para futuras situações destas.

    Umas merecidas tesouradas naquelas t-shirts!

  10. Estou sem palavras! Que atrevimento! Acho que é uma pena não ter divulgado o nome da dita loja, para que todos fiquem a saber quem são os plagiadores desta espécie de cópia tão ranhosa.

    Continue a fazer o seu trabalho de excelente qualidade, quem plagia é porque não tem talento e os bons apreciadores destinguem uma imitação à légua

  11. Uma pessoa que imita o trabalho de outra é de uma pobreza de espírito e de alma muito grande. Quando aconteu comigo nas primeiras vezes, fiquei muito, muito brava…depois veio a segunda, depois a terceira, e comecei a achar engraçado até, pois as imitações eram muito grosseiras, até que ouvi uma declaração de Armani quando foi à china e viu milhões de imitações da marca, declarou que tristeza mesmo é ninguém imitar o teu trabalho. Neste caso, a cópia e imitação são a afirmação do teu sucesso!!! Parabéns!!!

  12. Sempre que vejo uma matéria falando de imitações me chama a atenção por que sei bem o que é isso…já tive vários trabalhos copiados. Tem mesmo é que processar! Mas uma coisa é certa: quem cria está sempre à frente pois, os que copiam vivem à nossa sombra!

    Abraços

  13. n te preocupes, ainda n chegou aos chineses. já pensaste q podes ter uma imitação em qq loja dos chineses espalhadas pelos pais?!

    é melhor do q franchising. e quem sabe, um dia, até em china town(nyc), q prestigio…

    boa sorte

  14. ..de facto é chato… eu percebo o que é..mas também quem conhece o teu trabalho sabe que se tu fizesses t-shirts concerteza não seriam assim..tão “distantes” e sem pormenor.

    já agora..deiam uma vista de olhos ao meu recente blog: http://framboesapixel.blogspot.com/

    Obrigada..e bom trabalho!

  15. Estou estupefacta, ou talvez não… as cópias começam a ser o prato forte dos nossos dias e não vejo fim à vista. A falta de respeito já se confunde como a valorização do espertalhudo! Espero que consigas resolver esta questão o mais breve possível.

  16. Rosa,

    Seus trabalhos são belíssimos. Encare toda essa situação com a mesma visão que um renomado estilista francês teve. Quando uma jornalista perguntou-lhe se ele ficava irritado ao ver suas criações copiadas por outros estilistas, ele respondeu: “A imitação deles é a maior prova de carinho que posso receber, pois se meus trabalhos fossem feios ninguém ia querer copiar. Já que copiaram é porque são bonitos. E quem sabe cria, quem não sabe copia.”

    Deus te abençoe!

    Dhebora

  17. Oi Rosa,

    Por meses venho admirando o seu trabalho, e principalmente o seu blog!!! Sua página foi o meu primeiro contato com o mundo dos blogs e me levou a uns tantos outros links maravilhosos.

    Em primeiro lugar gostaria de te parabenizar pelo trabalho, pelas fotos, e pelo esforço de organizar tudo isso de maneira acessível a todos. Em segundo lugar gostaria de saber como posso adquirir seus produtos. Moro no Rio de Janeiro (Brasil), mas tenho um amigo que mora em Lisboa e vem visitar em Abril. Gostaria de entregar na casa dele em Lisboa para que ele me entregasse aqui. Seria possível?

    Obrigada

    Maria

  18. Indiscutivelmente falso e de grande mau gosto…

    Espero que corra ou tenha tudo bem com esta historia!

    Penso que vale a pena ser criativo e apostar no nosso trabalho, mas ver interesses indutriais sem criatividade nenhuma a copiar escandalosamente o trabalho de alguem, como e’ o teu, e’ demais!

    Tem de ser responsabilizados e penalizados! Sem duvida alguma!

  19. Ola!! Não posso deixar de felicitá-la pelos trabalhos lindiíssimos.

    Depois, queria deixar a minha opinião em relação a essas tentativas de cópias (que por sinal muito mal feitas)… Vivemos numa sociedade em que a consciência não é muito apelada em algumas circunstâncias… e a justiça, muito pior. Vai daí, é urgênte que alguém combata tamanho crime.

    Fico torcendo para que tudo se resolva.

    Saudações artesanais. :)

  20. Estou solidário contigo, nem vale a pena falar das t-shirts plasticaente, são uma cópia e isso não se admite, ainda apor cima sendo de uma pequena criadora o que só mostra a atitude carnívora dos nossos empresários.

    Também estou na tua situação e ainda houve a lata de depois de fingirem que não receberam os meus contactos, como os ameacei com exposição pública me ameaçarem a mim com um processo. Infelizmente não tenho como estudante, capacidades para contratar um advogado senão já tinham levado pela eita. Acho que deves seguir para processo.

    O registo de marca é bom mas não ajudava a esta situação em nada, mas também é algo que devias pensar mais tarde ou mais cedo ;) Força!

  21. oi, gostei do cachecol que comprou da isabel e postou em 30 de novembro de 2004. entrei no blog dela e não consegui postar. Vc pode me ajudar? queria saber o nome daquela lã que ela usou… moro no brasil, não sei se a encontrarei, mas sem o nome, já vi que fica impossível. Parabéns pelo trabalho maravilhoso! Angélica

  22. Acho de uma grande falta de respeito as imitações . Vendo a tshirt com atenção nota-se que não tem qualidade nenhuma. Faço pins á cerca de um ano e até á data ainda não vi imitações, mas estou sujeita. O trabalho criativo é algo único, pessoal e não concebo as imitações.

  23. Olá Rosa,

    É com muita infelicidade que me enviaram o link para o teu post onde pude constatar que foste mais uma artista lesionada pelos plágios.

    Tenho um blog, no qual pretendo fazer alguma justiça, humilhando todos aqueles que se julgam mais inteligentes que os outros e que deturpam a imagem de ilustradores e artistas com talento.

    Já mensionei o teu caso

    http://creationvsappropriation.blogspot.com/

    Quem se quiser juntar á causa, enviem-me todos os casos que conhecem.

    Vamos divulgar e mostrar a esta gente que nao é a plagiar o trabalho dos outrosd que ganhamos a vida!

    Atentamente,

    Dr. Trojan

  24. Bom Dia,

    Em relação a esta camisola não vi nenhuma por aí, no entanto já sigo o seu blog á algum tempo e fiquei espantada qdo reparei no norte de portugal numa loja como nome “A Ervilha Cor de Rosa” com o mesmo tipo de letra e é uma retrosaria…perguntei á minha irmã que tb é leitora deste blog se teria alguma coisa a ver consigo directamente, mas visto ser do Centro penso k se terão aproveitado…se precisar de mais pormenores contacte-me. Tudo de bom!

  25. Esteja atenta, não vão os imitadores registar no Instituto da propriedade Industrial como autores das suas criações e proibi-la, a si, de os continuar a fazer, pedido-lhe até, eventualmente indemnizações por copiar as obras “deles”.

Comentar