retalhinhos

senhora à janela

Os poucos dias que faltam para a A. fazer um ano foram a desculpa para experimentar inventar uma história de pano. A premissa era usar só restos de tecidos, e partir deles para construir o que fosse possível, uma página por dia. Esta tem um telhado que sobrou do #207 e uma matrioshka promovida a senhora alentejana vinda das sobras deste sling, mais uns retalhinhos deste quilt. A seguir, logo se verá.

Mais:

Louise-Marie Cumont por outros olhos.

Shizuko Kuroha: a vida começa aos 38.


piecing

senhora à janela

10 comments » Write a comment

  1. Livros de pano! Tamb√©m j√° me passou pela cabe√ßa, mas n√£o tenho para quem. Por enquanto…

  2. Divertida a matrioshka à janela !

    E gostei muito de conhecer o trabalho da S.Kuroha- parece a Vieira da Silva em tecido …

  3. Que belo projecto! E não há incentivo para criar como os nossos filhos, não é? ;-)

    O trabalho e a atitude de Shizuko Kuroha s√£o inspiradores. Obrigada (agora a ti) por partilhares!

  4. So simple and so perfect. Looks like you’ve been fired by Louise-Marie Cumont and made it your own. Please let us know the stories you make up with her too!

    Back in London and it is COLD. Um beijo

Comentar