shop update

nas costas

Entre cortar e embalar tecidos, percorrer catálogos e mais catálogos para decidir as próximas encomendas (e ir dormir com síndrome de tetris de tanto olhar para os padrões), curar uma amigdalite e dar a (pouca) assistência necessária à E. na preparação da sua máscara, pouco ou nenhum tempo sobra. Esta manhã fotografámos os novos slings com a A., o que já não fazíamos há algum tempo, e eles aí estão.

Se estivesse mais a norte, ia dançar de sling.

embrulhos

embrulhos

tecidos

Uma das muitas coisas a decidir a propósito da Retrosaria é o material e aspecto dos embrulhos. Optei por embalar os tecidos em sacos de papel estampado (infelizmente os que tenho são os últimos que a fábrica fez) e, para o lado de fora, por papel kraft. Para ficar mesmo satisfeita ainda me falta descobrir onde se vende fita adesiva em kraft, que é a minha preferida para fechar as embalagens (sugestões?).

Tokyo International Great Quilt Festival 2008: inspiração e mais inspiração.

retrosaria

retrosaria

O ter o meu nome no meio é uma coincidência auspiciosa naquilo que é o mais diletante dos meus projectos: a minha selecção de tecidos americanos e japoneses, disponíveis a dois dias de correio em vez de ser a um oceano de distância. O site mesmo a sério está a ser feito pela Overture Software e, se tudo correr como planeado, estará on-line em breve mas, até lá, terá uma sede provisória, já operacional. A escala será a que permite uma logística caseira, mas espera-se que quem (como eu) se regala a cortar e coser encontre lá o que precisa. Boa Viagem!

tipo lisboa

typeset

typeset

Já estava de nariz lá dentro quando ouvi pode ver à vontade, menina. Não me lembrava de ver aquela porta aberta e o móvel de guardar os tipos, já esventrado, chamou-me do outro lado da rua. E o que é que vai acontecer a isto? É tudo para o lixo. Então posso levar? À vontade. Quer um saco? Não é preciso, eu tenho. Do resto da antiga tipografia já não sobrava quase nada, mas connosco vieram os ás, bês, cês e as gravuras que encontrámos. Passámos a tarde a dar-lhes banho e já reparei que a mais bonita tem gravado o nome da Franco-gravador. Como não penso comprar uma heidelberger tenho de lhes dar outro uso. Já tenho uma ideia, mas as sugestões são bem-vindas.

Mais ♥ tipografia por aqui: trodat, tipografia, grafifácil, paperwork, mosaico.

Read more →

poder

Se tivesse de escolher o meu site preferido diria sem grandes hesitações que é o Flickr. Quando me distraio perco-me lá, a conhecer o mundo pelos olhos dos outros, a partilhar emoções de amigos longínquos e, sobretudo, a ver. Caras, corações e colecções, recantos e campos, amores, umbigos e contentores do lixo. Ontem vi que esta enorme comunidade ganhou um membro de peso: nada mais nada menos do que a Biblioteca do Congresso dos EUA, que contribuiu com mais de 3000 imagens históricas de uso absolutamente livre. Em troca, os utilizadores do site são convidados a ajudar à catalogação das mesmas contribuindo com tags (palavras-chave) que, no seu entender, ajudem a descrevê-las. O exemplo podia e devia ser mostrado a arquivos e coleccionadores de imagens portugueses, que parecem estar dez anos atrasados na matéria. Como diz o site, this is for the good of humanity, dude!!

Page 1 of 3123