torto e direito

Os blogs e a internet parecem ter sido inventados para servir as piores características dos portugueses. (Miguel Sousa Tavares)

Os blogs são formas de comunicar entre terroristas, entre traficantes de droga. (Francisco Moita Flores)

Eu não ia e não vou escrever sobre o desserviço aos espectadores que foi o programa Aqui e Agora na SIC aqui há uns dias (só vi hoje, online), para não perder a compostura. Leia-se antes o que escreveu o Paulo Querido.

26 comments » Write a comment

  1. Eu vi ontem e fiquei piursa! Presumo que cortam, e muito, a tua contribuição, para darem a ideia “duma garota tontinha” que quer exibir as filhas. Deprimente. Só comparável aos directos de Viseu….da selessum

  2. A SIC parece ter sido inventada para envenener de parvoíce os portugueses… Cada vez o “jornalismo” é menos isso, muito mais próximo de um blogue pessoal do que investigação isenta sobre um tema. Que âmbiguidade!

  3. Sim nalguns casos para mostrar o pior… e noutros o melhor… :D E ver o melhor faz bem á alma Rosa, por isso, tanta gente vem aqui… suck pain’s n’ the … bah!

  4. Olá,

    Também vi o programa e para ser sincera não tirei de lá NADA.

    O tema que até seria um bom tema, ficou perdido no meio de coisa nenhuma. Só baboseiras do pior que já ouvi.

  5. fui espreitar agora. abordagem verdadeiramente lamentável. a simples legenda que foi colocada não só induz em erro como dá uma ideia maldosa do conteúdo e função deste blog. é este o problema do jornalismo em qualquer parte do mundo; mesmo sem alterar as palavras ditas, a sua contextualização desvirtua-as. tentemos ver o lado positivo – pode ser que surja uma discussão interessante que sirva de inicio a qualquer coisa.

  6. olá Rosa.

    Vi a reportagem também, e parece-me importante ter em conta que o contexto em que Miguel Sousa Tavares diz ”Os blogs e a internet parecem ter sido inventados para servir as piores características dos portugueses.” se refere, a meu ver, a blogs e textos onde são comentados um tipo de assuntos, que de alguma maneira ou de outra induzem muita gente em erro, sem a necessidade de serem identificados os respectivos autores. Como os blogs de política, por exemplo, ou os espaços para comentar notícias nas ‘feeds’ dos jornais.

    Beijinhos e bom trabalho!

  7. Não pude deixar de comentar no meu blog… Deprimente, triste… mas ainda bem que cá estamos nós!

  8. …um espanto. Um verdadeiro mau trabalho de jornalismo.

    Valha-nos o Gameiro que manteve alguma lucidez na análise ao assunto.

    Não deixa de ser engraçado que após a emissão deste programa em que tanto mal da internet se falou, seja anunciado o novo site da SIC com novas funcionalidades e maravilha daqui e maravilha dali…

    Bom, pelo menos serviu para conhecer o teu blog:)

    parabéns.

  9. Ultimamente tenho duvidado muito do jornalismo que a Sic pratica.Misturam tudo.Internet é má ponto final.

    Agora quem dizer que quem cria blogs é porque vive em solidão e quer para si atenção? God..nem comento mais nada.

  10. A questão que supostamente estava em discussão “os perigos dos blogs” (que pode e deve ser discutida)não teve qualquer colagem com a pseudo-entrevista que te fizeram e, muito menos, com o teu blog. Infelizmente é muito português enfiar tudo no mesmo saco, e ainda é mais português (tentar) denegrir o que tem qualidade e, por isso, sucesso.

    A SIC prestou um mau serviço e demonstrou ignorância, falta de respeito e aposta na desinformação. É pena!

  11. Mas isto não faz lembrar a ninguém uma pseudo-reportagem anterior sobre o vegetarianismo? Curiosamente, também era da SIC…

  12. Apenas vi agora online o programa e fquei um bocadinho aparvalhada. Como já foi dito… metem tudo no mesmo saco, uma desilusão. Reportagem mal estruturada a cair no sencionalismo para prender o espectador e fazer render o horário nobre. Que pena.

  13. Tudo depende da importância que se dá a esses “opinionistas”, senão fica sempre como conversa fiada de “opinionistas” que são …

  14. Olá Rosa,

    vi realmente o programa, e percebi que não havia nada a dizer dado o nível de idiotice.

    A estas pessoas é complicado explicar que o simples motivo de partilhar, via blog é enriquecedor. Dá vontade de perguntar que blogs é que estes senhores visitam, para chegarem a estas brilhantes conclusões? Freud explicaria com alguma espécie de recalcamento…ao senhor que classifica as pessoas que escrevem em blogs de seres coitadinhos com problemas de solidão”

  15. Olá rosa,

    vi o programa e fiquei profundamente desagradad com o que por lá se disse da blogosfera. Mas pior para mim, foi a forma como usaram a tua entrevista dando-lhe a conclusão que lhes apeteceu e passando uma imagem errada do teu trabalho. Para mim, estes são os perigos dos jornalismo, é que “eles” acabam por manipular as imagens e as palavras de acordo com o que pretendem que passe para o telespectador.

    Por acaso acho, que uma vez que deste a tua cara e o teu testemunho para este programa, não devias deixar passar impune o péssimo resultado que teve e devias registar a tua opinião, não só para a blogosfera, mas também para os responsáveis do programa.

    Continua com o bom trabalho.

  16. Como tenho um blog, devo escolher pertencer à categoria de terrorista, ou traficante de droga?

    Há tanta BOA gente que tem blog… e há TANTOS blogs fantásticos… porque é que tiveram que resumir isso a estas duas infelizes frases? E deturpar o ponto de vista de alguém?

    Realmente a Sic, há muito tempo que “já era”.

    ps. eu só vi a apresentação da “peça” no jornal da hora do almoço, não vi a dita cuja à noite. Aliás, é rarissimo sintonizar esse canal cá em casa.

  17. Eu vi a reportagem e tenho a certeza que se não conhecesse este blogue e o trabalho que fazes, pensaria: “Aquela mulher é doida!”

    Para mim os blogues são a mais recente forma de partilha. Onde muitos vêem egocentrismo, vejo precisamente generosidade.

    Adoro este e outros blogues. Aprendo e vejo muita coisa que não vem nem nos jornais, nem nas revistas e muito menos na televisão.

  18. Rosa, concordo com a Sílvia Silva. Usaram-te e manipularam a informação, dando a sensação de que és ingénua e ignorante dos perigos da internet e que cometes o terrível erro de deixar histórias da infância das tuas filhas aqui registadas. Fiquei chocada e imagino como deves sentir-te ofendida…

    Beijinhos

  19. Há muito Sr. Miguel Sousa Tavares fala de coisas que não percebe, que não conhece e que não sabe… Esta é mais uma.

    Por isso, aquilo que ele diz não é para ser levado em conta. Pena é haver quem lhe dê tempo de antena.

  20. Olá Rosa!

    Realmente algo vai mal no “Reino” de Portugal…

    Não merecem perdermos o tempo com “eles” os falsos moralistas… ridículos.

    Abraço fraterno e vivam os blogs de qualidade, como o seu.

    Isabel

  21. Olá Rosa tenho uma admiração enorme pelo teu trabalho e leio diariamente o teu blog. Em relação à reportagem e posterior debate e comentários, achei-os completamente desadequados e lamentaveis. Eu creio que sou uma cidadã tolerante em relação às opiniões dos outros, mas fico chocada quando os media tentam manipular os espectadores. À conta da repostagem tive uma discussão séria com o meu sogro que se deixou contagiar pela onda da “temivel web” e que confunde a “partilha” ( de fotos e posts) que se gera entre bloggers com “puro exibicionismo”.

Comentar