respigar

respigo

respigo

Perto de Valada, no Ribatejo. Depois da apanha, os campos ficam assim. Parámos num, por graça, e não resistimos ao respigo. Elas adoraram e nem foi preciso andar muito para encher um saco, porque a quantidade de tomate em óptimo estado era impressionante. Parte dele já se transformou em compota (com gengibre e sumo de limão).

A propósito: Love food Hate waste.


respigo

respigo

13 comments » Write a comment

  1. Pingback: A Ervilha Cor de Rosa » respigar:

Leave a Reply to Dareheart Cancel reply

Required fields are marked *.


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.