quase natal

quase natal

Passámos a semana às voltas com a gripe. Atrasou-se o trabalho e a correspondência, não vi o F. e a Xica a tocar ontem à noite nem o lançamento da Ilha esta tarde. A E. instalou o Natal nos ramos de pinheiro que pusemos na sala. Perguntei-lhe que prenda gostava de ter. Cansada do final do dia e da semana, abriu um pranto: Não sei o que é que quero. Já tenho tantas coisas que não consigo pensar em mais nada. É o drama de não consumir publicidade. Ou de ainda não ter chegado à idade em que ela faz efeito.

6 comments » Write a comment

Leave a Reply

Required fields are marked *.


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.