saco do pão

saco do pão

coser

As desculpas da gerência pela falta de variedade nos temas dos últimos posts, mas com a contagem de narizes entupidos a subir é o que há. Este saco (ainda sem nastro nem borlas) foi feito com dois de cinco blocos prontos há anos. A minha ideia na altura era fazer um quilt inspirado neste mas só com três cores. Não aconteceu, e os blocos ficaram numa gaveta até há poucos dias, quando me ocorreu que dariam uns belos sacos do pão, com ar português, apesar de os tecidos serem quase todos reproduções de padrões americanos dos anos ’20-’30.


coser

saco do pão

14 comments » Write a comment

  1. É lindo, Rosa. Faz lembrar um belo dia da primavera como o dia da espiga, campos de trigo dobrados ao vento…

  2. Hmmm, estivemos num turismo rural na Zambujeira do Mar, em que, todos os dias às 09h00, a D. Fátima nos deixava um pão alentejano ainda quente dentro de um saco muito parecido com este, com borlas também. Só de ver o saco já estou a salivar pelo pão…

  3. Estava mesmo a precisar de um talego assim.

    Faço pão em casa, e não gosto de os meter em sacos de papel, e plástico nem pensar. Embrulho-os num pano, mas esse saco está fantástico! Vai para a loja?

  4. a mim, se fosse mais comprido, fazer-me-ía lembrar os travesseiros antigos que íam de lado a lado nas camas estreitas de ferro. eu chamava-lhes chouriços porque atavam também com fita de nastro em ambas as pontas fazendo-os parecer um enchido gigante.

  5. Em bom alentejano chamamos-lhe “talego” mesmo ;o)

    (e diz-se assim, como se tivesse acento circunflexo – “talêgo” – e sem o “i” a seguir ao “e”)

Leave a Reply

Required fields are marked *.