noro

a

Há muito, muito tempo, na altura em que percebi que as lãs que queria usar estavam na internet e não nas lojas da Baixa, a Noro foi a primeira marca a seduzir-me. Fiz com lãs Noro esta camisola (Ravelry) para a E. que ela usou até as mangas lhe estarem pelos cotovelos. Passou directamente para a A., que começou a usá-la no Inverno passado e continua em óptimo estado. Depois disso fiz muitos gorros e continuo fã.

Na fotografia está a A. com uma gola-capuz (em Inglês diz-se cowl) feita com as Noro que chegaram agora à Retrosaria. O modelo é este (sem o canelado) e fi-la em três serões. Está a uso permanente (por mim, claro).

Outras peças a experimentar com a Noro Silk Garden: este gorro, este cachecol e este colete.

12 comments » Write a comment

  1. sim ficou linda. Acho que vou fazer uma para mim também, assim.

    Efectivamente estas lãs que vendes na retrosaria são maravilhosas, tinha te comprado uns novelos da nimbus merino para fazer um casaco para mim, mas acabei por tricotar uma linda echarpe para o meu sogro q é irlandês e que não para de me agradecer tão quentinha e fofinha ela ficou – sobretudo que na irlanda as temperaturas não são as mesmas que por cá. O meu marido ficou com ciúme e já me encomendou uma echarpe e gorro para ele, e a minha mãe ficou encanta com a qualidade da lã. Como dizes não se encontra na Baixa nenhuma lã assim.

  2. As lãs são lindas e de boa qualidade e eu também já comprei algumas e aventurei-me a fazer as meias porque tinha a receita em português e ficaram óptimas. Gostaria de sugerir à Rosa que oferaça sempre, a quem compra lãs na Retrosaria, uma receita em português, ou de um gorro, ou cachecol ou colete, etc. Para quem tem dificuldade no inglês, como eu, ajuda muito e incentiva a fazer as peças.

    Obrigada bom trabalho.

  3. Olá Rosa! Este modelo é fantástio, é o mesmo daquele outro da Microrevolt, que está nos seus favoritos da ThisNext ?

    Descobri as Noro no seu blog e também as adorei :)

  4. Olá Rosa! Adorei o modelo. Estou começando agora com o tricô e gostaria de aprender a fazer essa peça! Onde posso encontrar uma receita?!

    Obrigada.

  5. Ainda não o tinha dito: a “nova” retrosaria está bonita, espero que consigas rapidadmente a de pedra e cal.

    Já fiz 3 versões desta gola e ainda não me cansei.

  6. Olá Rosa, acho que este livro pode servir às uas investigações…Está na Amazon!

    Brave Hearts and Their Cradles: A Pictorial Presentation of Native American Cradleboards (Paperback)

    by Richard Janulewicz (Author)

  7. Rosa, estou no Brasil e embora aqui esteja muito calor e eu tenha acabado de chegar de uma Ilha linda (Ilha do Mel) fiquei loouca para que esfrie e eu possa usar este gorro-gola. Há uma receita dele em português? Em tempo: seu blog é uma delicadeza e o recomendei às minhas colegas professoras ( damos aulas na Escola Trilhas de Curitiba – que penso lhe agradaria muito). Eu e uma colega estamos tentadas a seguir as dicas de outro site, que você recomendou e fazermos de 2009 “o ano em que não compramos roupas!”. Será que conseguiremos?

    Bjo

  8. Olés! Também tenho um cowl (não sabia que era assim que se chamava) que a minha irmã me trouxe há uns anos de berlim. Mas é justo, tipo um tubo elástico, feito em ponto inglês

    Este ano meti mãos a fazer outro, noutras cores, mas nem em meio vai.

    A ver se ao ver o teu (lindo) me entusiasmo.Bj

Leave a Reply

Required fields are marked *.


You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>