a rosa

rosinhas

rosinhas

Tem-me despertado a curiosidade, este motivo da rosa com três folhas. Depois de a ver nas meias da Serra d’Ossa comecei a reconhecê-la por toda a parte.

A fotografia de baixo é do livro Método de fazer Malhas. O “tricot” em todas as modalidades de Fernando Baptista de Oliveira (a segunda edição é de 1953), muito fraquinho a comparar com o que se fazia na mesma altura lá fora, mas que continua a ser dos poucos títulos portugueses sobre o assunto.

7 comments » Write a comment

  1. Rosa, desculpa estar a aproveitar este espaço para falar de outra coisa que não está directamente relacionada com o tema, mas não resisto a partilhar uma descoberta recente. Esta semana vi excertos do making of do filme de animação “Coraline”, onde aparecia a senhora que fazia as micro-roupinhas tricotadas à mão para vestir as personagens (a animação é daquela “artesanal”, stop-motion, com bonequinhos mesmo). Chama-se Anthea Chrome e fiquei fascinada com o trabalho dela. Já conhecias?

    (espreita este vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=pVOAq__q9-8 é fantástico!)

  2. Pois é, eu também já tenho visto rosas como esssa em muitas rendas. É muito bonita.

    Não sei fazer crochet…um destes dias aprendo. Agora estou-me a ensinar o fairisle knitting – trabalhar com duas linhas não é muito facil, tentei uma no pescoço e outra não, e a trapalhada foi maior!

    O felpo é o máximo. Tão macio! Acertaste em cheio no envio – eu tinha-me enganado ao encomendar o branco, o que queria era castanho para fazer uns safões (agora já sei como se chamam!) para o meu cowboizinho. Muito muito obrigada!

  3. Pingback: A Ervilha Cor de Rosa » vvvvvvv~~~vv:

Comentar