mil anys de disseny en punt

Mil anys de disseny en punt

Mil anys de disseny en punt

Com o calor que está não tenho conseguido trabalhar. Aproveito para ler alguns livros a que não resisti nos últimos meses e a que ainda não tinha dado a devida atenção.

Cheguei a este livro através da minha pesquisa sobre meias tradicionais portuguesas para um livro que estou a planear. É o catálogo da exposição homónima realizada no Centre de Documentació i Museu Tèxtil, instituição catalã dedicada à preservação, estudo e promoção da cultura têxtil, em 1997 (a edição é em Catalão e Castelhano). Para além da reprodução de 180 peças expostas, inclui vários textos interessantes sobre as malhas na indústria e outros de teor histórico. Montse Stanley assina um resumo da história do tricot onde se reproduzem as peças tricotadas mais antigas encontradas na península ibérica (uma almofada e umas luvas do século XIII, estas últimas – porque o mundo é pequeno – pertencentes ao mesmo Rodrigo Ximénez de Rada cujas crónicas estudei na minha outra vida).


Mil anys de disseny en punt

As peças reproduzidas vão desde as mais antigas até aos têxteis industriais contemporâneos. A informação sobre cada uma quanto à origem e contexto de produção infelizmente não é muita, o que só acentua a enorme lacuna no conhecimento produzido deste lado da Europa (e ainda mais deste lado da fronteira) sobre o tema. Entre muitas outras coisas, gostei de encontrar meias trabalhadas e vagamente semelhantes às minhas preferidas. No site da colecção do CDMT chamaram-me a atenção as bolsas de mulher, também do século XIX e também feitas em jacquard, umas a lembrar as muito mais célebres mas não mais bonitas luvas da Letónia e outras de desenho ainda mais fino e complexo (1, 2, 3, 4).

Mil anys de disseny en punt

Mil anys de disseny en punt

Deliciosas e totalmente caídas em desuso, deram-me logo vontade de recuperar alguns dos seus desenhos (por exemplo assim) e também tive de ir à procura de algumas imagens deste género de bolsa a uso. Estas duas são da NYPL (clicar para ver em grande):

[Woman holding a purse in one ... Digital ID: 801703. New York Public LibraryMan of Beveland ; Woman of Bev... Digital ID: 826880. New York Public Library

I came across this book while doing research on the history of traditional sock knitting in Portugal for a book that i plan to write in the near future. It is the catalogue of the exhibition Mil anys de disseny en punt (One thousand years of knitting design) by The Textile Museum and Documentation Centre (1997). Portugal and Spain have so far paid little attention to their knitting traditions, although at least six hundred years have passed since knitted items have been introduced in the peninsula (two 13th century pillows and a pair of gloves are reproduced in the catalogue). As far as I know, this book is the main work ever devoted to the theme. Searching the CDMT‘s online database, I particularly enjoyed the beautiful purses from the 19th century, surprisingly reminiscent of latvian mittens and other knitted items from northern Europe.

7 comments » Write a comment

  1. Que belo post Rosa! Estou cheia de curiosidade para saber mais sobre esse novo projecto. Ainda bem que faz calor, porque senão já ia começar mais qualquer coisa em tricot… esses desenhos em jacquard sempre me deram ganas de saber tricot à séria. Há-de acontecer, principalmente com incentivos destes. As luvas e as meias em preto e branco são um delírio.

    E quanto ao teu livro, já deves conhecer o blurb ( http://www.blurb.com/ ), não? Parece-me à medida…

  2. engraçado… a técnica é a mesa do Fair-isle, ou seja, duas cores por carreira, e provavelmente tricotado em tubo. Muito interessante. já tinha ouvido falar destes tricots do século XIII, mas não sabia que havia documentação em livro.

  3. Gosto dessa coisa de a “minha outra vida”. Se calhar não é assim tão outra visto que a investigação está sempre presente no teu dia a dia.

  4. Que bonitos! Que projecto magnifico o teu! Estou desejosa de o ler.

    Que coincidencia – hoje de manha uma vizinha aqui no Sudoeste mostrou-me os utensilios que ela quando era mais jovem usava para cardar e para fiar lã com que fazia meias, lusas e camisolas para os pescadores. E vamos fazer isto juntas unm dia destes para uma camisola para o meu pequenote.

  5. Your book sounds like a very interesting project, good luck!

    PS I think I left another comment on your following post, but it disappeared from the screen, so I’m not sure …

Leave a Reply

Required fields are marked *.