tempo

de hoje

Um compasso de espera nas obras quando queria estar já em mudanças, mas tudo tem o seu tempo. Na fotografia o grande achado desta manhã, numa loja escura e fechada onde encontrei um lindo armário à minha espera (a saga dos meus armários velhos novos há-de dar uma colecção de posts). É uma linda chaleira com pegas em baquelite, e estava esquecida em cima de um lavatório (também bem bonito por sinal) à espera de ir para o lixo. Dei-a à Andreia, que tem sido o meu braço direito nesta aventura.

Confronto-me com a minha absoluta ignorância no que diz respeito a iluminação. Sites e sugestões precisam-se!

5 comments » Write a comment

  1. pois… também não percebo nada disso! :s só sei que gosto muito de candeeiros pendurados e pouco de focos embutidos ;)

  2. A iluminação faz ou desfaz o espaço (tradução foleira do “make or break” :S).

    Porque é que não continuas a seguir o mesmo caminho que tens feito para encontrar as peças de mobília e acessórios? A ajuda da Andreia, claro que continuará a ser indispensável, porque a localização dos pontos de luz e do tipo de iluminação define completamente os diferentes espaços, diferentes formas de estar.

    E encontrar candeeiros antigos é muito mais fácil do que encontrar móveis em condições de utilização, para não dizer que são o acessório mais fácil de reformular/personalizar.

  3. olá rosa,

    no porto existe a mais fantástica loja de candeeiros que alguma vez vi…já existe há muitos anos, mas é um ponto obrigatório. chama-se L de luz (http://www.ldeluz.com/).
    fazem recuperação de candeeiros, têm muitas peças vintage e percebem muito de iluminação (também fazem projectos).
    se vieres por estes lados não deixes de espreitar.

    boa sorte.

  4. A chaleira é linda.

    Quanto à iluminação, sites não conheço.
    Na decoração, uma boa iluminação faz toda a diferença (La Palisse)!
    Poupar no consumo é importante, mas é preciso ter muito cuidado com a tonalidade das lâmpadas.

    Hoje há uma parafrenália de lâmpadas com tonalidades tão diferentes que as cores dos tecidos podem ser drasticamente alteradas.

    Daí que investir num profissional da área pode não ser má ideia.

    Contudo atrevo-me a opinar: Se por acaso essa loja/atelier vier a ter um balcão sugiro o modelo de candeeiro que iluminava as mesas de bilhar antigamente, normalmente eram em latão com um travessão em que nas pontas eram suspensos 2 abajours de vidro.

    Para outros pontos ou como recurso se não encontrar nada que lhe agrade o modelo Kroby da ikea é baratinho e não é muito feio.

    Use e abuse de vários modelos e formas de preferência vintage vai ficar muito bem no conjunto.

Comentar