tricot de dedo

tricot de dedo

tricot de dedo

No dia em que, apesar do calor, a A. quis pavonear o seu casaco novo no recreio, chegou a casa a dizer que a professora de cantina e de sesta a tinha ensinado a fazer tricot. E tinha mesmo: tirou da mochila um colar feito durante o recreio e desde aí fez mais um monte deles, tão concentrada como divertida. O tricot de dedo (instruções em Inglês) é a mesma coisa que o rabo de gato, mas feito sem mais material do que um novelo de fio. Fica óptimo com trapiho ou uma lã grossa, e está provado que de tão simples pode ser feito por uma criança de quatro anos.

Sample of vertical interlocking technique used to make bands
Sample of vertical interlocking (knitting) technique used to make bands for personal ornaments. Brasil, 1968. Col. do Smithsonian Museum National Museum of Natural History.

No tricot de dedos, tal como no rabo de gato ou nesta curiosa espécie de tear indígena brasileiro com que me cruzei há dias quando procurava outras coisas, cada agulha segura apenas uma malha. É bem possível que nalgum ponto do mundo o tricot tal como o fazemos hoje em dia descenda desta técnica, e é fascinante imaginar o momento em que alguém pela primeira vez percebeu que podia colocar todas as malhas numa mesma agulha e trabalhá-las antes apenas com a ajuda de mais uma…

13 comments » Write a comment

  1. :) eu já conhecia, estas senhoras encarregaram-se de me ensinar, apesar dos assobios de toda a audiência, e do júri não ter considerado um talento:

  2. Ola! Eu aprendi a fazer tricot com agulhas de barbela precisamente aos 4 anos :) e parece que a A está super motivada!
    E aproveito para recomendar as novidades da vizinha Burel apresentadas em Tóquio na semana passada, basta espreitar o Facebook em “Burel”. Ou então no novo site http://www.burelfactory.com
    ****

  3. eu imagino o tricot como o descendente directo do “netting”. De certeza que fazer redes de para pesca, caça e tudo e mais alguma coisa aguçou o engenho no que diz respeito a entrelaçar fios. :)

  4. Linda a sua filha!
    Na escola das minhas crianças há uma disciplina específica, na qual aprendem o tricot de dedo. Nestes tempos modernos em que as crianças estão acostumadas a ver tudo pronto, acho importante valorizar o trabalho manual.

  5. Eu aprendi muito cedo a fazer tricoe e crochet, a minha filha tinha mais ou menos 4 anos quando eu lhe ensinei a fazer cordão com agulhas de crochet e uma lã muito grossa.
    Obrigada por esta viagem à infância

  6. Gostei imenso de ver.
    Minha mãe fazia este tipo de cordão com os dedos. Achei piada,neste cantinho do Oceano, há muitos, muitos anos fazia-se esse tipo de cordão c/ os dedos…
    Tenho pena de não ter aprendido. Vou tentar c/ estas instruções que adorei.

  7. Sua filha é linda!

    E bem interesse as informações sobre as possíveis origens da técnica.

    abraços
    Kelly

  8. Pingback: A Ervilha Cor de Rosa » cartilha escolar (ler, escrever e contar):

  9. Pingback: o cordão da campaniça | A Ervilha Cor de Rosa

  10. Princezinha A. fico muito orgulhosa de saber que continuaste a fazer o trico de dedos que te ensinei. Continua a ser a menina doce e meiga que conheci. Tenho muitas saudades tuas. Beijinhos do tamanho do mundo.
    Lurdes

Comentar