mulheres de bucos

mulheres de Bucos

mulheres de Bucos

As Mulheres de Bucos vieram à Retrosaria no âmbito da programação da MPAGDP para a Festa no Chiado. A sala foi pequena para todos os que as vieram ver e ouvir. Na fila da frente, um rapazinho desenhava à vista a dobadoira. Entre cantigas, as mulheres enunciaram as fases da lã numa língua para elas óbvia mas estranha a quase todos os ouvidos urbanos: estoquear, amolentar, desguedelhar, cardar

O lindo cartaz do evento foi feito pela Catarina Sobral.

The Women of Bucos came from Minho to sing and show their work Retrosaria. They are a group of talented spinners, weavers and knitters from a small village in the north of Portugal (Bucos) who have learned their skills from their mothers and grandmothers. Once a week they meet at Casa da Lã to work together and keep the tradition alive.

mulheres de Bucos

festa no chiado

fernão joanes (3)

rebanho

enfeitar o rebanho

Quando falam das suas ovelhas, os pastores e pastoras de Fernão Joanes gabam sempre os grandes cuidados que lhes são (ou, na maioria dos casos, eram) prestados: contam como lhes faziam regularmente a cama com giestas frescas, como lhes moldavam os cornos com a ajuda de água a ferver para ficarem mais bonitos, como as bordavam durante a tosquia (havemos de voltar na altura certa para ver isto ao vivo), desenhando-lhes à tesoura motivos sobre todo o corpo. Trazer um rebanho bonito e bem tratado era e é motivo de orgulho por estas paragens. E pelo menos uma vez por ano, na festa que se celebra no segundo domingo de Maio, os animais eram lavados (sim, lavados) e vestidos a preceito para receberem a benção na capela de Nossa Senhora do Soito. Mesmo depois de ver as pêras e cabeçadas usadas pelos bodes do outro lado da serra, as ovelhas enfeitadas de Fernão Joanes não podem deixar ninguém indiferente.

The shepherds and shepherdesses of Fernão Joanes always took great care of their sheep: they shaped the sheep’s horns to perfection with the help of boiling water, and drew complex geometric motifs on their bodies during shearing (we will return in may to film this). Once a year, on the second Sunday of May, the animals were bathed and embellished to receive the priest’s blessing in the chapel of Our Lady of Soito.

d. carmen

d. ângela e a ovelha mocha

Fernão Joanes