das fraldas

Untitled
The Cholmondeley sisters and their swaddled babies, circa 1600-1610.

Ao terceiro bebé rendi-me às fraldas de pano*. Entretida entre absorventes, capas e musselinas, claro que me pus a pensar nas fraldas antes do plástico e nas fraldas antes das fraldas. Como se mantinham (minimamente) secos os bebés de colo europeus antes do plástico?

Coeiros. Panos de lãa usados, em que se envolvem as crianças. Costumão fazerse de cousa usada, por serem mais brandos, e naõ fazerem mal à criança, principalmente os da primeira pensadura.
..
Coeiros. São huns bocados de Baeta, ou cousa semelhante, com que se envolve o corpo da criança, para o ter quente.

Pensadura. O cueiro, & outras cousas com que se pensa huma criança.

Pensar a criança. Alimpalla, enfayxalla, darlhe mama, finalmente ter cuydado della.

Raphael Bluteau, Vocabulario Portuguez & Latino, 1728.

No tempo de Bluteau, fralda (ou falda) era a parte da camisa que ficava abaixo da cintura. Os bebés usavam cueiros e os cueiros não eram bem o mesmo que agora (ainda que agora já poucos saibam o que são: uma espécie de camisa muito simples até aos pés, sem mangas e aberta de cima a baixo com um cinto ou botões na cintura, que se veste – ou vestia – aos bebés mais pequeninos). Estes cueiros em que se envolviam os bebés no tempo de Bluteau, provavelmente em várias camadas, eram tecidos de lã já usada: de lã porque nenhum outro tecido absorve tanta humidade e se mantém quente depois de molhado, e de lã usada, certamente reaproveitada, para serem mais macios.

Diane de Poitiers
Francois Clouet, Diane de Poitiers, 1571.

Sem molas, elásticos, velcros e provavelmente também sem alfinetes, estes cueiros eram mantidos no sítio através da prática de enfaixar os bebés (swaddling), fosse com uma faixa comprida ou com um quadrado de pano dobrado com um preceito próprio. Aquilo a que hoje chamamos fralda não se distinguia da roupa dos bebés pequeninos: ao conjunto de panos em que o bebé era embrulhado chamava-se, segundo Bluteau, pensadura.

Untitled
Retrato de Luís XIV (1638-1715) em bebé, circa 1638.

The Holy Family
Francisco de Zurbaran (1598-1664), A Sagrada Família, 1659.

Bebés diferentes tinham pensaduras diferentes, naturalmente. Mas como seria a muda? Quantas horas passariam molhados e como se impedia que assassem, como se fazia para que à noite não molhassem a cama?

*Combinadas com algumas da Bambino Mio que nos emprestaram, temos estado a usar da marca Mita, que são feitas – e muito bem feitas – em Portugal.