do azeite

Não vou escrever sobre os malefícios da cultura intensiva e super intensiva da oliveira porque não sei suficiente sobre o assunto (recomendo por exemplo a leitura deste relatório de 2009 sobre a Andalusia) mas não podia deixar de trazer para aqui um apelo que faço respeitante a uma consequência muito concreta desse tipo de exploração e que foi motivado por estas notícias:
Recolha mecânica de azeitonas mata milhões de pássaros na Andaluzia. E no Alentejo? (Público, 22 de Dezembro de 2018).
Como milhares de aves estão a morrer no Alentejo (Expresso, 24 de Fevereiro de 2019).
Informe sobre el impacto generado por la explotación del olivar en superintensivo sobre las especies protegidas en Andalucía (Junta de Andalucía).
Exijamos aos produtores do azeite que compramos que nos garantam que pelo menos por isto não são responsáveis enviando-lhes esta mensagem (personalizada a gosto) por email ou através das redes sociais:

Ex.mos Srs.,
Face às notícias referentes à morte de inúmeros pássaros durante as apanhas de azeitona realizadas durante a noite, venho pedir à vossa marca que tranquilize os consumidores garantindo publicamente que os vossos azeites são produzidos SEM recurso a apanhas nocturnas ou outras práticas que tenham estes trágicos resultados.
Pessoalmente, não voltarei a adquirir azeite da vossa marca antes de ter essa garantia.
Com os meus melhores cumprimentos,

Algumas marcas por onde começar: Azeite Gallo, Pingo Doce, Oliveira da Serra.

7 comments » Write a comment

  1. que tristeza… não imaginava que fariam apanha nocturna. Como tenho consumido mais de produtores locais que vejo sempre a fazer apanha diurna nunca imaginei que houvesse quem o fizesse de noite… Obrigada pela informação !

  2. Já tinha lido sobre a apanha nocturna e fiquei abismada. Também sobre a não contratação de trabalhadores locais , preteridos por migrantes mandados vir de propósito e a quem pagam muito menos. Isto não sei se na azeitona, mas noutras culturas no Alentejo.

  3. Hi Rosa,
    I visit your blog coming from Ravelry. I love your design Mungoche and the sock wool.
    I am struck by the picture with the birds lying dead under the olive trees. I am sorry I don‘t understand Portugese. Is there a reason for the birds‘ death? Is there any pesticide involved?

Leave a Reply to Susana Cancel reply

Required fields are marked *.


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.