pequeninos e de pano

penduricalho

Não sei em que categoria agrupar os penduricalhos e congéneres coisas pequeninas feitas de pano com recheio ou não que tenho sempre vontade de fazer e me fascinam quando as encontro noutros lados, nas suas muitas variedades possíveis. Do meu já quase impossível de percorrer arquivo de crafts recuperei, por ordem cronológica, as etiquetas dos bonecos (que continuo a fazer para cada um deles), os marcadores de livros, as bagtags (outra), os pires de pano (também em versão de natal), as chatelaines (mais) e finalmente as nano lalás (na fotografia está um de vários enfeites que fiz para o Natal passado e que não chegaram a aparecer aqui).

Por outras paragens, têm-me encantado as dos brincos e colares da Margarida, as pregadeiras da Catarina, a boneca nova da Hillary e por fora, que as abençoadas hormonas da gravidez já não me deixam lembrar de mais nada para acrescentar à lista.

sewing from life: mary’s dolls

saloia

Apesar de já ter feito vários links para A Saloia, acho que nunca partilhei o entusiasmo que sinto pelas mais recentes bonecas da Mary. Não sou muito capaz de explicar o que é que as torna tão especiais, mas creio que a forma como se inspira e o cuidado que põe em cada pormenor sem com isso perder a espontaneidade são duas boas razões. E ainda por cima são (nas cores, nas caras, nos pontos, no ar) deliciosamente portuguesas, o que não só é um atributo que raras vezes acho delicioso como cada vez menos se nota naquilo a que se chama artesanato hoje em dia.

isto não é um pote

balão

“É um Pote Muito Útil”, disse Puff. “Cá está ele. (…) E é para pôr coisas dentro. Pega!”

Quando Inhon viu o pote, ficou muito excitado.

“Que bom!” disse ele. “Vou pôr o meu Balão neste Pote!”

“Não pode ser, Inhon”, disse Puff. “Os balões são muito grandes para caber dentro de Potes. O que se faz com um balão é, segura-se no balão ——”

A. A. Milne, Joanica Puff (ed. A Regra do Jogo, 1974. Trad. Manuel Grangeio Crespo).

Read more →

na(tal na) loja

na loja

na loja

Este fim-de-semana o Natal instalou-se na loja: temos musgo verdadeiro, nenhuma neve falsa e uma árvore branca decorada com passarinhos, peixes e carapins da Hilda, figuras do presépio da Ana e os meus novos pires de pano alusivos à quadra.

No calendário do Advento da E. (que é igual a este) têm aparecido botões em forma de coração, guarda-chuvas de papel daqueles de enfeitar gelados e outras coisas particularmente interessantes quando se tem menos de três anos.

Na escolinha pediram que cada criança fizesse com os pais um enfeite para a sala. Todas as ideias que tive me parecem demasiado elaboradas para execução atempada. Para sucesso garantido basta juntar guizos.

:)

da loja

na loja

Já se sente o Natal a chegar. No frio, nas luzes e nas pessoas que entram na loja (umas pela primeira vez e outras em mais uma de muitas e sempre agradáveis visitas) à procura de prendas. Tal como elas, gosto de ser surpreendida pelas novidades (a crescente colecção de bichos da Hilda, os presépios da Ana) e, por outro lado, de ver as reacções às coisas novas que levo quase quase todos os dias (puf puf…). O calendário do Advento que lá estava de manhã já foi embora (olá Isabel!), mas amanhã levo mais um, diferente.

Read more →