alguém sabe alguma coisa sobre o 25 de abril?

25 de abril

25 de abril

- foi quando os escravos…

– foi quando… acabou… a diplomacia!

(os pequeninos usaram unanimente as palavras guerra e rosas).

o √ļnico salazar que conheciam era a personagem do harry potter.

depois conversei com eles e desenhámos. vão passar uma semana a olhar para aquelas imagens e a comentá-las, como fazem sempre. do que se lembrarão na próxima quarta-feira?

dia do pai

ontem na aula o desafio proposto foi o esperado: desenhar um pai (o seu, um ideal ou o pai que cada um deles quer vir a ser).

o v. desenhou um pai sem m√£os e o b. usou-me como modelo para desenhar o dele (sonhando um pai a brincar com o filho). o j. queixou-se que o dele parecia uma m√£e (e parecia mesmo, todos ach√°mos). acrescentou-lhe um bigode e mudou-lhe o cabelo, mas sem grande resultado. tenho mais jeito para desenhar m√£es que pais, disse, antes de reagir com humor: quando for dia da m√£e j√° n√£o vou ter trabalho nenhum: copio este!.

deliciada,

040310_3.jpg

cobre de beijos um boneco feioso que estava no ch√£o da escolinha.

(em casa só entram brinquedos escolhidos a dedo. mesmo que isso implique perder vários que lhe foram oferecidos. o poder de o fazer vai durar tempo de menos para que não tire dele o máximo partido)

bisnaga

v., 9 anos, achava que uma pessoa nasce de raça negra porque na barriga da sua mãe havia uma bisnaga com tinta preta. perante o meu espanto horrorizado, explicou-me que era o que a mãe lhe tinha dito. contradisse esta mãe sem nenhum problema de consciência e forneci uma explicação alternativa, correcta e mais lógica. pergunto-me a qual das duas reconhecerá v. autoridade.

l√ļcia

confeitaria nacional

confeitaria nacional

na escolinha os chapéus dos meninos estão guardados numa velha caixa de bolos da confeitaria nacional. sempre que a vejo regresso instantaneamente a uma qualquer das muitas tardes que lá passei contigo.

Page 1 of 3123