desta tarde no museu

esta tarde no MAP

esta tarde no MAP

Ver sair literalmente à rua quem trabalha e ensina nas nossas universidades faz-me ter saudades de uma escola que podia e devia ser a nossa, em que os oradores falam com entusiasmo do que efectivamente sabem (sem a leitura monocórdica de comunicações tão frequente nos congressos), em que o conhecimento fruto do trabalho de investigação é chamado a transformar o mundo cá fora (em vez de se perder nas habituais e estéreis rivalidades académicas) e onde não há lugar para bocejos. Vim de Belém satisfeita.

Read more →

pelo museu de arte popular, assinar, assinar!

museu de arte popular

Conjunto de 3 “manitas” em massa de pão de cor clara com motivos florais. Comp. 12 cm.

Instituição / Proprietário: Museu de Arte Popular

Número de inventário: 19790 TC (imagem via MatrizPix)

Está online desde esta manhã uma petição em defesa do Museu de Arte Popular. Sobre o Museu já escrevi aqui e bordei aqui, e o texto da petição sintetiza bem as razões desta luta:

apelamos a uma reflexão e intervenção do Estado no sentido de:

- preservar um espaço museológico e respectivo espólio únicos, memória da Exposição do Mundo Português e da criação popular portuguesa;

- criar condições para a renovação do seu projecto, conservando-lhe a memória mas adaptando-o a uma fruição contemporânea – tal como acontece hoje com tantos museus de êxito dedicados a temática semelhante pelo mundo fora;

- incentivar o estudo e a divulgação da arte popular portuguesa que, da cerâmica à ourivesaria, passando pela extraordinária produção têxtil (para citar apenas algumas das mais notórias áreas artesanais portuguesas), é ainda marca portuguesa reconhecida internacionalmente;

- estimular, através da “montra” importantíssima que pode ser este museu, com gosto conhecedor, criterioso e exigente, a produção artesanal portuguesa, uma actividade com novas potencialidades económicas num mercado global de nichos, que pede qualidade e especialidade.

- possibilitar que este museu se torne a plataforma inovadora de ligação entre o saber dos velhos artesãos que neste preciso momento se perde, sem transmissão, e a apetência de toda uma nova geração de designers e artesãos;

- salvaguardar um museu que, dada a sua temática capaz de atrair a atenção dos numerosos turistas que nos visitam, será um complemento precioso para a zona de Belém que se pretende requalificar e que ele ajudará a enriquecer;

Leiam. Pensem. Assinem. Divulguem.

Read more →

pelo museu de arte popular, bordar, bordar!

pelo museu de arte popular, bordar, bordar

Bordadeiras, por J. Soeiro.

Finalmente, algumas imagens do dia de ontem. Como estive sempre de agulha na mão sobrou pouco tempo para fotografar, mas outros se encarregaram do registo.

A jornada de luta começou cedo, no atelier da Joana Vasconcelos, a desenhar os motivos e quadra no lenço gigante. Seguimos ao meio-dia para o Museu e começámos logo a trabalhar, primeiro a poucas mãos mas desde o início com a atenção dos turistas, a quem fomos contando o porquê do protesto. Alguns deles bordaram connosco e todos lamentaram encontrar o museu fechado. Aos poucos foram chegando amigos e desconhecidos, muitas figuras públicas e até bordadeiras chamadas pelas notícias nos jornais. À hora do almoço já não havia espaço em redor do lenço para todos os que queriam ajudar, e assim foi até às sete horas, quando o lenço foi finalmente pendurado na porta do Museu perante uma plateia visivelmente entusiasmada.

Read more →

Page 1 of 212