mulheres de bucos

mulheres de Bucos

mulheres de Bucos

As Mulheres de Bucos vieram à Retrosaria no âmbito da programação da MPAGDP para a Festa no Chiado. A sala foi pequena para todos os que as vieram ver e ouvir. Na fila da frente, um rapazinho desenhava à vista a dobadoira. Entre cantigas, as mulheres enunciaram as fases da lã numa língua para elas óbvia mas estranha a quase todos os ouvidos urbanos: estoquear, amolentar, desguedelhar, cardar

O lindo cartaz do evento foi feito pela Catarina Sobral.

The Women of Bucos came from Minho to sing and show their work Retrosaria. They are a group of talented spinners, weavers and knitters from a small village in the north of Portugal (Bucos) who have learned their skills from their mothers and grandmothers. Once a week they meet at Casa da Lã to work together and keep the tradition alive.

mulheres de Bucos

festa no chiado

bucos

Mortiga Cardigan by Mosgos

Mortiga Cardigan by Mosgos

Mortiga cardigan por Eglė Bazaraitė, feito com Bucos

Eglė Bazaraitė é uma lituana a morar em Portugal. Vem de um país em que se faz malha a sério e por cá descobriu a lã de Bucos na Retrosaria.

Bucos é uma aldeia junto a Cabeceiras de Basto, ponto de paragem obrigatória nos roteiros da lã portuguesa. As suas mantas de tear e meias de grades já no início dos anos 90 integravam aquele que é ainda o melhor roteiro do artesanato do norte do país (Artesanato da Região Norte ed. Instituto do Emprego e da Formação Profissional, 1991). Com o apoio local da câmara, junta de freguesia e do Museu das Terras de Basto, foi criado o projecto Mulheres de Bucos que procura manter vivos os trabalhos da lã levando as mulheres a trabalhar juntas algumas horas por semana na criação de produtos para venda num espaço próprio, a Casa da Lã. Em 2010, a câmara de Cabeceiras convidou um grupo de estudantes do Porto para registar o trabalho destas mulheres em imagens e vídeo (vídeos disponíveis através do projecto Memória Media). Mais recentemente, também a Alice Bernardo tem registado pormenorizadamente o trabalho das mulheres de Bucos, e são dela sem dúvida as fotografias mais bonitas acessíveis online. Read more →

ensinar a lã

ensinar a lã

Depois da experiência transmontana, resolvi fazer na Retrosaria um workshop sobre o ciclo tradicional da lã em Portugal. Com frascos de lã de várias raças e fusos de alguns dos sítios por onde tenho passado tentei contar como se fez (e faz ainda) o caminho da ovelha ao novelo e ensinar os primeiros passos na criação de um fio de lã. Pelo meio vimos e comentámos alguns dos vídeos do projecto Lã em Tempo Real que tenho vindo a desenvolver com o Tiago Pereira.

Page 4 of 17« First...23456...10...Last »