pergunta frequentemente perguntada

É rara a semana em que não recebo pelo menos um email com perguntas sobre a minha maquineta de fazer crachás, e desde Domingo têm chegado um ou mais por dia. Tento não deixar ninguém sem resposta, mas a verdade é que se torna um bocado maçador, até porque já escrevi tantas vezes sobre o assunto que uma simples pesquisa no google chega para encontrar a resposta. Aliás, foi com uma pesquisa no Google que encontrei a máquina que tenho…


De qualquer maneira, aqui fica de uma vez por todas a lista das perguntas que recebo mais vezes com as respectivas respostas:

Também quero fazer crachás! Onde compraste a tua máquina?

No eBay. O meu modelo é o mais barato de todos e cada crachá dá imenso trabalho a fazer.

E sabes de algum sítio em Portugal que venda máquinas de fazer crachás?

Não. Se soubesse provavelmente tinha comprado lá a minha…

Fazes crachás por encomenda?

Não. A não ser os crachás das tricotadeiras.

A prima do tio da minha vizinha tem uma máquina de fazer crachás. Mandas-me a imagem do crachá das tricotadeiras para eu fazer os meus próprios crachás?

Não. Essa imagem é da minha autoria de modo que só eu é que a posso reproduzir.

Fazes-me um crachá com o logotipo da [introduzir marca]?

Não. Essa imagem é protegida por copyright e direitos de autor, pelo que não pode ser reproduzida por outras pessoas.

Uff! E pronto.

15 comments » Write a comment