decoração

…é palavra que nunca entrou propriamente na minha vida. Quando me mudei para esta casa, há oito anos, só pensei em como distribuir os poucos móveis que trazia da anterior, quase todos comprados em enésima mão pelas lojas de velharias à volta de São Bento, e em acomodar os milhares de livros que já não cabiam na casa dos meus pais e os que eu própria fora acumulando. Depois chegou o F. e depois a E. e, pelo caminho, todo o lastro de uma licenciatura, de um mestrado, de alguns anos no Ar.Co e da vida em geral. E isto numa casa que, apesar de espaçosa, tem uma distribuição de espaço que pouco ou nada tem a ver com a forma como se vive (ou como nós vivemos) hoje em dia. Nos últimos dois anos, o crescimento desmesurado do volume em tecidos e todos os outros materiais que uso para os bonecos criou uma desmotivante desarrumação permanente quase impossível de resolver.


Passei grande parte do fim-de-semana de nariz enfiado no catálogo do IKEA e a olhar para as paredes, decidida a dar finalmente ouvidos ao F. e a deitar muito em breve mãos à obra. Já estou a sonhar com o meu micro-escritório pintado de fresco, com uma bancada de trabalho decente, uma parede inteirinha feita inspiration board e tudo mesmo à mão.

boneco

E as minhas coisas estão na Caras Decoração deste mês.

11 comments » Write a comment