dois anos e três meses

tintas

Quando começou a sentar-se arranjámos uns daqueles puzzles (não estes mas uns semelhantes com números e animais) da Imaginarium para tornar o chão em que ela brincava menos duro. Funcionou até ela descobrir que as peças mais pequeninas eram óptimas para morder. Há uns dois meses voltei a tirá-los do armário e o sucesso foi imediato. Em dois dias aprendeu a reconhecer os números pelo nome e pela forma e desde aí passou a vê-los em toda a parte. O relógio do micro-ondas tornou-se a atracção principal de toda a casa e na rua chama-nos constantemente a atenção para os letreiros e sinais de trânsito. Entretanto aprendeu também meia dúzia de letras – o A, o B, o C, o E e o O – e encontra-as em todos os livros, embalagens, etc. Por muito que não queira que ela aprenda este género de coisas antes do tempo (até porque depois apanha uma seca na escola, sei-o por experiência própria), é uma emoção ver os seus primeiros passos no caminho da literacia.

10 comments » Write a comment