prendas

babetes

Não dizem orgulho dos avós nem o meu outro carrinho é um stokke xplory. A ideia é mesmo absorver e evitar pelo menos uma das múltiplas mudas de roupa diárias de que os recém-nascidos precisam (pelo menos se bolsarem como a E.). Um para a Maria, um para a Carolina, um para a Matilde e outro para a outra Matilde.

ainda não é primavera

turco

Ontem apaixonei-me por uma casa. Passo por ela quase todos os dias mas só ontem a vi por dentro: deixou-me fascinada, com o coração a bater mais depressa e sensação de que tinha acabado de encontrar a casa dos meus sonhos, a casa. Nunca mais vou poder passar por ela e ficar indiferente.

Desktop de malha: fiz uma imagem para o desktop com esta fotografia. Está disponível em dois tamanhos, aqui.

Lizette Greco: também eu estou ansiosa por poder fazer bonecos a partir dos desenhos da E.

tintinho

cobertor

Os tecidos são o meu novo brinquedo. Tiro-os das caixas, espalho-os no chão, organizo-os por cores, depois por tamanhos, a seguir por padrões. Dobro e desdobro cada um para ver melhor, para os pôr uns ao lado dos outros a ver qual combina com qual. A E. junta-se a mim e repete como pode os gestos que faço. Quando me distraio, todos os pã-os (panos) se transformam num instante em esconderijos ou lençóis para as bonecas.