on a brighter note…

chita

Vale-me a fiel e velha ixus, metida na mala antes de voltar a sair de casa. Graças a ela pude trazer comigo (só em pixels) este não-percebi-o-quê de chita velhinha, desbotado, remendado, lavado e pendurado num estendal por onde passei.


chita de alcobaça

8 comments » Write a comment

  1. Se eu soubesse a reza que a minha avó faz… mesmo sem a fé dela teria-a feito. Valha-nos a IXUs para vermos mais chita. Que linda que ela é.

    a.m.

  2. estive a ler umas coisas para um trabalho de arte colonial que referia as chitas como sendo “panos pintados” de origem indiana. não adiantava grande coisa mas fica a referência. bjs**

Comentar