Lopo Xavier & C.ª, Lda.

Lopo Xavier & Cia.

Lopo Xavier & Cia.

As melhores lãs para tricot feitas em Portugal vêm desta loja. Podem não ter texturas surpreendentes, cores extraordinárias nem apresentar novos fios e tons todos os anos (ou sequer todas as décadas) mas são uma especialidade local que vale a pena conhecer. A sua história conta-se em poucas linhas: com o início da Segunda Guerra Mundial, as lãs inglesas que eram o forte da casa deixaram de chegar a Portugal. Não havendo produto nacional que se lhes comparasse, os donos da loja foram à procura de quem fosse capaz de fabricar fios com a qualidade superior que procuravam. Encontraram o sítio certo e criaram os fios que vendem até hoje com mesmos rótulos (sem dúvida os mais bonitos que conheço). Actualmente a Lopo Xavier produz três diferentes, todos de 100% lã: Trianon, Phoebus e Elis. Não são os que a loja mais vende, porque a maioria dos clientes prefere comprar sintético e barato, e o gerente (um senhor simpático, de idade já avançada), receia que a fábrica de lanifícios que os produz venha a fechar as portas por causa da crise (tomara que não!). Testemunha da qualidade invulgar destas lãs é esta camisola, feita para mim há um quarto de século, que depois de passar por várias outras crianças chegou à E. como nova e está de novo a uso.

(espero ter as lãs da Lopo Xavier em breve na Retrosaria).


Lopo Xavier & Cia.

Lopo Xavier & Cia.

Lopo Xavier & Cia, Lda.

Pç. Carlos Alberto, 18

4050-157 Porto

25 comments » Write a comment

  1. É verdade sim senhora! E duram e duram e duram… esperemos é que resistam à crise que vai fechando cada paragem destas, tão valiosas e tão maltratadas, aqui e aí.

  2. Conheço a loja,já vivi na praça, espero que esta e muitas outras não se encontrem em vias de extinção por falta de procura…o que é português é bom! Na zona também existem lojas e armazéns de tecidos antigos, com textêis de qualidade ainda produzidos em Portugal.

  3. Não conhecia de todo! Que lãs lindas!

    Quando for ao Porto será paragem obrigatória. Obrigada pela dica :)

  4. Também confirmo, são muito boas e com muita qualidade. Tenho muitas coisas que a minha mãe fez com esta lã e estão sempre como novas e muito bonitas!

  5. Que contente fiquei ao ler este post! Por tudo: porque adoro coisas que sobrevivam a modas e lavagens, porque são lindas e porque vêm dessa cidade que adoro.

    E mais importante que tudo: dadas a conhecer pela “Ervilha cor de rosa” há boas possibilidades de que as vendas aumentem em flecha. Eu irei à Retrosaria assim que aí chegar.

    Obrigada, Rosa.

  6. Rosa, ao coloca-las à venda na Retrosaria,estará sem dúvida alguma a contribuir para dar a conhecer, as boas coisas que por cá ainda se fazem.

    Nós, que tínhamos uma das maiores industrias texteis do Mundo, andamos a consumir o que de pior se faz neste planeta, e a fechar as poucas fábricas que nos restam.

    Bem aja por preservar a nossa identidade.

    Obrigado

    Ana

  7. Olá!

    Aquele nicho da entrada com portas em ferro trabalhado, mais parece uma casa de bonecas…vejo-a diariamente :)

    Bjs IvvI.

  8. Que boa ideia, Rosa! Uma vez, de visita ao Porto, quis ir de propósito até à loja, e tive o azar de a encontrar fechada por inventário… fiquei com vontade de conhecer as lãs desde então, e aqui não é assim tão fácil encontrar boas lãs 100%, para tricotar ou feltrar. Venham as Lopo Xavier!

  9. São de facto de excelente qualidade os fios da Lopo Xavier. Ainda que possa dar um saltinho até lá sempre que preciso, adoraria ver os fios na Retrosaria.

  10. Incrível! As vezes que passei nessa praça e nunca entrei na loja…

    Por acaso sabes qual é a fábrica que produz essas lãs? Suponho que seja algures nesta zona da Serra da Estrela. Mas mesmo aqui, já restam muito poucas fábricas de lanificios.

  11. Que fantástico. Morei bem pertinho desta fantástica loja e o cheiro e as cores fazem parte das melhores rescordações da minha infância. E lembra-me tanto a minha querida avó!

  12. Que bonita foto da casa onde eu fui tanta vez comprar lãs, agulhas e quejandas…para mandar fazer umas camisolas e posteriormente dar gosto aos meus dedos tricotando e criando o que me ia no toutiço!Desde o Dono aos empregados ,dava gosto observà-los e ser atendida por eles…Sabiam o que vendiam e davam sugestões com a delicadeza que escasseia cada vez mais no nosso belo país!!!

  13. Conheci agora esta vossa pagina e fiquei apaixonada pelas lãs, eu moro no Cartaxo, e por cá não há nada disso, amando tricotar fico à espera que tenham estas lãs na retrosaria bem breve para poder experimentar pois o inverno está a chegar
    Parabens por defenderem o que é nosso

  14. Denise Dias Gomes
    e mail – denidg@terra.com.br

    Sou brasileira e apaixonada por trico e costura, estou encantada com as fotos deste lugar. Será que é possível adquirir estas lãs maravilhosas deste lugar tão lindo estando eu aqui no Brasil?
    Tomara que sim !!!!!!

  15. Na ausência destas lãs na Retrosaria, acabei por encomendá-las por telefone.
    Pela voz, devo ter falado com o tel senhor de idade já avançada. Uma simpatia! E quase não queria acreditar que o material que pedi de manhã já se encontrava no correio (tive de ligar de tarde para encomendar mais uma cor…)
    Juntando isto às agulhas que a minha irmã aí foi comprar (hoje à hora do almoço, talvez) e acho que vou ter muito que fazer no fim-de-semana.
    :-)))

  16. Como podia esquecer uma casa que faz parte da minha infância!
    Um senhor Arnaldo Soutomaior, o senhor Bernardino (actual gerente), senhor Pacheco, senhor Mário e claro na caixa registadora o meu avô paterno Lopo Xavier são únicos!
    Além da qualidade das lãs existe ainda um atendimento personalizado que é urgente reencontrar.

  17. Sou cliente do Lopo Xavier há quase 40 anos, sempre considerei a melhor lã, macia , quente e muito duravel, as camisolas fazem-se desmancham-se e voltam a fazer-se , com a lã sempre bonita.
    faço muito tricot e utilizo as 3 qualidades Elis, Trianon e phoebus.
    Pois este ano vou procurar outro fornecedor, a ultima lã Elis que comprei a semana passada vou devolver,é mais fina e áspera, além de não poder ser tricotada com fios anteriores que tenho (aos montes) e que já no ano passado tive de utilizar para jaquard elis com phoebus !
    La loja disseram-me que estava mais fina porque não tinha tido a vaporização suficiente, mas esta remessa que comprei na semana passada nem com phoebus….
    Faço imensos casacos de criança sempre em jaquard e não consigo aproveitar as imensas meadas que tenho, nem posso faze-los com a nova lã muito mais áspera o que torna inviavel a utilização em casacos de criança.
    É com bastante desgosto que deixo uma marca que sempre tive orgulho de utilizar.

  18. Adoro esta loja. Aprendi a ir lá com a minha avó, que me ensinou a tricotar há mais de 30 anos e nunca mais deixei de lá ir. Já fiz imensos trabalhos em especial com Phoebus.

  19. Hi, I’ve heard of this shop even here, in France.
    I hope it still exist because I really really want to take a souvenir from my next holidays in Porto ( next month ^^)
    Thank you for the story, your blog is very nice ;-)
    Cheers.

Comentar