babywearing em portugal

Jean Dieuzade

Comecei o dia a ensinar uma nova mãe a pôr o seu bebé de três semanas no sling. É uma coisa que faço às vezes (com os amigos e amigos dos amigos) e com imenso gosto. Vim para casa com vontade de aqui mostrar mais algumas das imagens de babywearing português que tenho coleccionado. São (acho que) todas da Nazaré, ponto de passagem de inúmeros fotógrafos e pintores estrangeiros ao longo do século XX e no conjunto são uma boa ilustração da vida pré-carrinho de quem fazia a vida com os filhos pequenos à sua beira. Por ordem:

Fotografia de Jean Dieuzade (Nazaré, 1954, pub. em Voyages en Ibérie). É mais uma para a colecção de bebés à cabeça. Se não tivesse já visto já vários outros exemplos (alguns bem mais antigos) e recebido comentários de quem andou assim em pequena pensaria tratar-se de um retrato encenado.

Fotografia de Bill Perlmutter (1958) que mostra bem a técnica do xaile usada (com algumas variantes) por toda a Europa.

Fotografia de Denis Salgado (Nazaré), publicada na revista Panorama (número 2, ano 1, 1941). Esta forma de transportar as crianças pequenas sobre um ombro é descrita no texto como característica dos pescadores da Nazaré.


Nazaré

figure by the sea

Eric Isenburger, Figure by the Sea, 1988. Eric Isenburger, pintor alemão, viajou por Portugal nos anos que se seguiram à Segunda Guerra Mundial. O quadro é muito provavelmente inspirado por uma fotografia ou desenho dessa altura.

14 comments » Write a comment

  1. rosa, acho que nunca te agradeci por me teres mostrado o babywearing mesmo a tempo de o usufruir em pleno com a minha primeira experiência como mãe. obrigada.

  2. A minha tia diz que quando ia para a agricultura também levava o meu primo assim, há mais de 30 anos. Será que elas não tinham medo que os putos se mandassem da cesta abaixo? É que ainda era um grande tombo. No sling, debaixo de olho, tudo bem… Acho que assim tinha medo. ;)

  3. As fotografias que tem apresentado no seu blogue, antigas ou modernas têm história. O seu blogue conta histórias.

    Anad

  4. As fotografias que tem apresentado no seu blogue, antigas ou modernas têm história. O seu blogue conta histórias.

    Anad

  5. também preciso :(

    ainda não o consegui enfiar dentro do meu lindo sling :((( não sei se é medo, se não cabe… não sei…

    daqui a 1 semana estou em lisboa a passar 1 semana :D se calhar chateio-te ;)

  6. R,

    e eu passei o fim de semana a ensinar as mamas e paás a colocar os teus slings e panos no pinhal das artes… até ensinei uma familia toda, o casal e os 4 avós do bebé que tambem querem usar:)

    não é bom?

    Acho que estamos a retornar ao colo, e é bom!

    Adoro estas tuas descobertas!

  7. quanto a crianças em canastras, escreveu o cesário verde:

    Vazam-se os arsenais e as oficinas;

    Reluz, viscoso, o rio; apressam-se as obreiras;

    E num cardume negro, hercúleas, galhofeiras,

    Correndo com firmeza, assomam as varinas.

    Vêm sacudindo as ancas opulentas!

    Seus troncos varonis recordam-me pilastras;

    E algumas, à cabeça, embalam nas canastras

    Os filhos que depois naufragam nas tormentas.

  8. Fantástico para mim (ainda nova geração de que um dia será de mães) descobrir na história e tradição do meu país o que até então desconhecia. Imagens magnificas. Obrigada

Leave a Reply

Required fields are marked *.


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.