◲◲

◲◲

Que saudades de coser pedacinhos de tecido. Acabei em Outubro a minha última manta e já me faz falta outra para ir acolchoando aos serões. Esta, que ainda está mesmo no início, estou a fazê-la com uma grande variedade de tecidos, alguns dos quais estavam guardados há anos à espera do projecto certo. O motivo dos blocos chama-se em Inglês half log cabin (uma variante dentro do grupo das almazuelas) e experimentei-o pela primeira vez aqui. Novidade é a máquina que estou a usar:

bernina 950

É a minha nova máquina, uma Bernina 950 comprada na Casa Felizardo e com a qual não podia estar mais contente. Não sei bem se lhe chame luxo ou investimento, mas vale cada cêntimo. Sem visores, electrónica nem outras modernices, mas com toda a precisão e robustez que se pode querer.

bernina 950

8 comments » Write a comment

  1. Olá Rosa,
    folgo saber que te decidiste pela Bernina 950. Chama-lhe investimento. Não é um tributo ao design, mas é fiável, precisa, robusta, boa trabalhadora. Tenho a minha há dois anos e valeu a pena o dinheiro!

    Daqui a pouco tempo não vais querer trabalhar com outra, vicia de tão boa que é! :)

  2. Com tantos projectos de quilts vocês acabam por me viciar também!

    Pena estar a 300Km e não poder frequentar os workshops para aprender.

    Quanto à máquina, as velhas tecnologias muitas vezes superam em muito as novas, nada como uma boa máquina para um excelente trabalho.

Leave a Reply

Required fields are marked *.