portugal porta-bebés

tecto

capucha

Não tenho conseguido ir mesmo todas as semanas à biblioteca como pretendia, mas sempre que vou regresso contente. Um excerto de um dos artigos que li hoje, escrito por José Júlio César em 1922:

Se precisam de agasalhar ou conduzir ao colo uma criança, deitando-a sobre uma das pontas [da capucha] e passada a outra por baixo desta, levam as mães os filhinhos encostados ao coração, podendo levá-los sopesadas da cabeça e ombros, enfardados e estendidos quase como se estivessem no berço. Desta forma devia ter trazido a Virgem Mãe ao colo, envolto em seu manto, verdadeira capuchinha, o Deus Menino.
É tão cómodo e prático este modo de trazer e acalentar crianças que as mães, ou quem assim as leva, ficam com os movimentos livres para fazerem qualquer serviço, e até para conduzir qualquer coisa à cabeça. pois sabem aconchegar e enrolar os filhos de tal modo que podem fazer largos trajectos sem precisarem do auxílio das mãos e braços para os transportarem.

Esta imagem, que publiquei há algum tempo, ilustra bem o texto.

6 comments » Write a comment

  1. eu, os meus irmãos, a minha filha e sobrinhos passámos todos o primeiro inverno enrolados num xaile (ou envolta). Claro que já ninguém usava o xaile, mas sempre me disseram que os bebés se sentiam bem apertados. E de facto assim era. Tenho muitas fotos minhas (e do resto) bem apertadinha.

  2. Que lindo! Luísa, eu também tenho um sobrinho com 2 meses que está sempre na sua envolta (feita à mão pela avó que reproduziu o modelo feito para a envolta da mãe há 38 anos atrás). É bem verdade que os bebés gostam de se sentir aconchegados, também depois de 9 meses numa barriga quentinha quem não gostaria?! Gosto muito dos teus slings e das histórias que vêm com eles, Rosa!

  3. Sou brasileira, descendente de portugueses e seguidora de seu blog.
    Fico encantada com as belezas que voce nos mostra, dessa terra tão linda.
    Que modo mais amorosa de carregar um tesouro!Quantas mães já não carregaram seus bebes dessa maneira tão carinhosa!
    Aqui no Brasil existe um tratamento para bebes prematuros, chamado “Canguru”, onde as mães permanecem atadas dessa maneira aos seu pequenos bebês, dizem que as crianças crescem e engordam muito mais rapido, sem risco de sofrerem doenças.
    Obrigado por nos ensinar mais sobre nossos antepassados.

    Marcia Martha

  4. A Maria Lamas também descreve assim a capucha no seu livro…tão poetico que é a descrição dela e do José Cesar também.

Leave a Reply

Required fields are marked *.


You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>