two for tea

ana e rosa

Já não é como há uns anos, tão poucos, em que ter chegado a alguém através da internet provocava pelo menos um bocadinho de estranheza. A Ana conheci-a neste dia, por causa da internet e do tricot, e por causa de um crachá que ela quis em verde. Agora trocamos inconfidências, casacos assimétricos demasiado curtos, brilhozinhonosolhos e lanches sempre que podemos. Como é que se escreve Réveillon?

Escroque: gosto cada vez mais do que desenha e escreve o José Feitor.

alva

sweet as halva

detail

Dearest Olja has just returned from Copenhagen. We always speak English with each other (or rather a funny mixture of English and Portuguese that suits us, her being from Serbia and me not being very fluent in any language other than Portuguese). Olja, who dressed some of my favorite dolls, arrived with a surprise: a small collection of cardigans for little girls that she created while she was in Denmark. She wanted me to choose one for E. but I couldn’t make my mind yet as they all look and fit like they were designed especially for her.

Olja (oljacacic at hotmail dot com) will be selling this collection – which she named Alva – next saturday at the Príncipe Real crafts fair.

prendas

Em quase dez anos de internet, não tenho dúvidas de que ela me trouxe muito (mas muito) mais de bom do que de mau. Hoje de manhã, junto à parede que mesmo por acabar já enche a sala de luz cor de rosa, parecia Natal.

Page 4 of 9« First...23456...Last »